Profissionais liberais terão de identificar CPF de clientes na Declaração do Imposto de Renda deste ano

Com a medida, autônomos terão o mesmo tratamento que pessoas jurídicas da área da saúde

Os profissionais liberais como médicos, dentistas, fonoaudiólogos, psicólogos e advogados terão de informar à Receita Federal o CPF de seus pacientes ou clientes e, o valor recebido deles em 2015 na declaração do Imposto de Renda deste ano.

Até o ano passado o profissional liberal não precisava comunicar à Receita Federal quem era o paciente (pessoa física). Já a partir do ano base 2015, esta informação deverá ser prestada.

Nossa orientação é que os profissionais liberais não deixem de emitir notas e recibos dos pagamentos recebidos de seus pacientes/clientes para facilitar na hora de transmitir as informações à Receita.

Esta exigência da Receita Federal vai possibilitar um cruzamento de dados mais preciso e evitar que muitos contribuintes caiam na malha fina e tenham de comprovar certas despesas deduzidas da base de cálculo do Imposto de Renda. Antes da mudança, os profissionais liberais informavam ao Fisco apenas o valor total de suas receitas, sem detalhar individualmente a fonte. Com esta alteração, a Receita Federal também espera coibir fraudes na dedução.

Com a medida, profissionais liberais terão o mesmo tratamento que pessoas jurídicas da área da saúde, que já são obrigadas a apresentar o CPF dos clientes na Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (Demed).

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento