Professor Vendedor.

Professor-vendedor.
Na atual conjuntura sócio-cultural do Brasil, onde os grandes hit´s da juventude são “Glamurosa” e “Rebeldes”, sendo o grande compromisso entre a maioria dos jovens é assistir religiosamente a novela malhação, assumindo seus credos e postulados na vida pratica; se musicas e novelas conseguem conquistar os nossos jovens, se a TV encanta-os; Se o Vídeo-game os deixa estáticos...porque nós professores, supostos detentores do saber e do saber ensinar, porque não conseguimos encantar nossos educandos? Por que perdemos para a mídia? Congressos, seminários, simpósios, fóruns... Lotados de teorias pedagógicas belas, úteis e importantes, porém incapazes de resolver questões como: indisciplina, Déficit de atenção, desinteresse pelo aprender. Não sou contra as teorias, mas creio que elas precisam de uma embalagem melhor, de profissionais interessados em praticá-las, vende-las aos estudantes. Que tal se os professores dos mais diversos níveis de ensino resolvessem fazer um curso de vendas? Com certeza aprenderiam técnicas extremamente úteis para vender seus produtos. Citarei aqui algumas acompanhadas de breve comentário:
I - Conhecer o produto que vende: Se o vendedor não conhece muito bem o produto que vende como poderá influenciar alguém a comprar. I
I-Conhecer o consumidor: Ouvi-lo; Compreende-los; identificar suas necessidades mais latentes para poder oferecer o produto certo ao consumidor certo.
III – Agregar valor ao produto: os vendedores sempre vendem um valor agregado ao produto um colchão é igual a conforto; A sua TV será admirada pelos seus vizinhos; O carro Novo te fará sentir importante...diante disso pergunta-se: Que Valor está agregado ao seu conteúdo?
IV – A importância da embalagem: A Embalagem não é para disfarçar defeitos, mas sim para valorizar o produto. Isso está escrito no livro da natureza... Os animais usam isso a milhões de anos.
V – Afinidade entre vendedor e consumidor: O bom vendedor deve buscar falar a língua do consumidor, criar vínculos para que possa conhecer, influenciar e ajudar o seu cliente. Os vínculos são criados com sorrisos, chamando as pessoas pelo nome e acima de tudo visando uma relação de ganha/ganha, ou seja, beneficio para o cliente e para o vendedor.
VI – Vá do geral para o particular: As perguntas iniciais devem motivar respostas mais amplas e abrangentes, em seguida formule questões que levem a respostas mais objetivas e que permitam abordar o foco do assunto que pretende desenvolver para realizar a venda!!!
VII– Tenha paciência – Se você faz uma pergunta, pressupõe-se que deseja obter a resposta. Por isso, depois que formular a pergunta, evite falar para não interomper o raciocínio do cliente. A não ser que seja para estimula-lo a continuar falando, ou, traze-lo de volta ao ponto quando estiver desviando do rumo da conversa. E se essas sete regras não suprirem suas necessidades, como vendedor, lhe ofereço outra opção, a lição da professora AIDA: Chamar a Atenção. Despertar o Interesse. Estimular o Desejo. Levar a Ação. Então, boa Sorte e Boas vendas.
Luiz Santos é Consultor de Franquias - Contatos: luizsantos76@hotmail.com

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.