Café com ADM
#

Produzindo uma música...Parte 2

ESCOLHENDO A FORMA DE GRAVAÇÃO... AO VIVO = para gravações ao vivo, a banda tem que estar em perfeita harmonia para que não haja erros, ou seja, se um único instrumentista errar em uma música, ela terá que ser re-gravada. A gravação AO VIVO é ao mesmo tempo barata e arriscada. A banda toda fica dentro do estúdio, inclusive os vocais, o que não é bom do ponto de vista da qualidade pois o microfone capta os sinais dos outros instrumentos. MULTI-PISTA = para gravações multi-track, é necessário mais tempo, porém a qualidade é muito melhor que a gravação AO VIVO. Não é necessário que a banda toda esteja presente no mesmo dia...cada instrumento pode ser gravado em dias diferentes...na ordem que o produtor achar melhor...e, a correção de erros fica mais fácil pois cada instrumento terá sua pista individual. A gravação MULTI-PISTA é, sem dúvidas, mais cara devido ao número de horas gastas, porém não há tantos riscos quanto na gravação AO VIVO. Cabe ao produtor captar a necessidade da banda. Para um CD Demo, a gravação ao vivo seria a melhor solução tanto em termos financeiros quanto em termos de qualidade. Haja visto que um CD Demo contém em média 3 músicas. Para um CD Piloto, a gravação multi-pista é, sem dúvidas, a melhor solução. As pistas podem ser editadas posteriormente, efeitos podem ser adicionados à elas, pequenos cortes e pequenas correções são possíveis também, dependendo do programa usado.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.