Café com ADM
#

Procura-se a motivação

Gestão é muito mais do que dizer às pessoas o que fazer e seguir inputs de observação cada vez mais distantes de onde as coisas verdadeiramente acontecem.


O espertalhão Joãozinho estava indo mal em matemática.Os pais, coitados, tentavam de tudo, aulas particulares, brinquedos educativos, centros especializados, terapia, e nada de melhorar a performance de Joãozinho, até que um dia ouviram falar de uma escola de freiras muito eficiente e que poderia ajudar. E lá se foi o Joãozinho.

No primeiro dia chegou da escola sem aquele semblante moleque, ao contrário, sério, cara de poucos amigos e sem cumprimentar ninguém seguiu direto para seu quarto onde se sentou e começou a estudar sem parar, para espanto de todos.



Passado algumas horas, já noite a mãe chama-o para jantar. Ele janta rapidamente e retorna imediatamente para seu quarto e continua a estudar sem parar. Ninguém acredita no que está acontecendo.


O tempo passa e Joãozinho mantém a mesma rotina. Até que um dia, Joãozinho chega em casa com o boletim em mãos que entrega à mãe. Nota dez em matemática. A mãe não se contém e pergunta:


- Filho, o que aconteceu para você mudar tanto? Foram as freiras? - Joãozinho apenas balança a cabeça negativamente. O que foi então? insiste a mãe foram os livros, a disciplina, a estrutura de ensino, o uniforme, os colegas, o que foi?

Joãozinho olha para a mãe e diz: - Mãe, no primeiro dia de aula, quando eu vi aquele cara pregado no sinal de mais, percebi que aquelas freiras não estavam pra brincadeira!

Se prestarmos atenção iremos verificar que motivação é a junção de duas palavras, motivos e ação, que juntas formam a palavra motivação, ou seja, motivos para a ação. Isto significa que precisamos de motivos para agir, este foi o caso de nosso famoso amigo Joãozinho.

Motivação é um processo, não é algo que você irá encontrar num treinamento em um hotel fazenda regado de axé music, filminhos de fazer chorar em bicas e etc., que induzem a uma falsa motivação, mas que na realidade é muito mais uma empolgação momentânea que desaparece logo que se retoma a velha rotina. Motivação não é um evento isolado, ou seja, este negocio de curso de motivação pessoal não existe, uma vez que ninguém motiva ninguém.

Estudos mostram que 80% da motivação depende de nos mesmos, os 20% restantes se referem a empresa, a chefia, a sociedade, a família, amigos e etc. isso demonstra que tudo que nos cerca tem uma menor influência do que a capacidade de ação, reação e força de vontade de nós mesmos. Neste sentido, houve quem comparasse a motivação a um grande iceberg, o grande bloco de gelo, algoz de muitas embarcações como o Titanic, que possui cerca de 80% de sua massa embaixo dágua, deixando apenas uma pequena parte visível. Esta representa o meio em que vivemos, trabalhamos e nos divertimos, a parte invisível representa nosso interior onde temos e devemos buscar e construir nossa motivação.

Motivação tem tudo a ver com vontade, com querer fazer, com interesse, com iniciativa, portanto, podemos afirmar sem medo de errar que motivação é conseqüência, não causa.

Se voltarmos para dentro da empresa, descobriremos que a falta de motivação está escondida em algum cantinho da empresa. Ela pode estar na apatia da liderança, na estrutura organizacional, pode estar no processo de trabalho onde as disfunções da burocracia é sempre uma ducha de água fria na motivação.

Acredito piamente que a principal fonte de problemas e onde se encontra a principal fonte de falta de motivação de uma organização está na maneira de administrar e esta está diretamente ligada com o modelo de gestão. O modelo tradicional de gestão tem pouca variação de uma empresa para outra, mas, existem algumas características que podemos encontrar em todas, vejamos; os módulos estruturais são por funções, normalmente orientados verticalmente onde os gestores focam, principalmente, a operacionalização, as regras e os procedimentos, isso produz uma gestão incisiva, uma vez que todos se concentram nas tarefas a serem executadas e não nos resultados.

A conseqüência disso é que se reúnem grupos com base no trabalho a fazer e não nos objetivos a conquistar e uma desatenção total ao capital intelectual da empresa onde prevalece o conhecimento explícito e não o conhecimento tácito.

Gestão é muito mais do que dizer às pessoas o que fazer e seguir inputs de observação cada vez mais distantes de onde as coisas verdadeiramente acontecem.

O caminho para vencer como grande e se tornar grande é se organizar pequeno, ou seja, pense grande sobre o que pode atingir e pense pequeno sobre a maneira de atingir. Isto nos leva a propor uma gestão compartilhada com foco nos resultados e não nas tarefas a serem executadas, ou seja, o quadro mental de realização do trabalho e a motivação está no trabalho da equipe e não no emprego e na tarefa de cada pessoa.

É fato que ainda nos deparamos com uma cultura organizacional com forte influência no modelo funcional. Pergunte a alguém onde trabalha e a resposta quase sempre será, eu sou.. eu sou gerente, eu sou diretor, eu sou, eu sou, eu sou... É impressionante, mas infelizmente esta é uma realidade, parece que a organização gira somente em torno de si. Esta postura lembra muito a postura de Atlas um dos titãs, que segundo a mitologia grega, junto com seus irmãos lutou contra Zeus, o deus dos deuses, pelo controle do Olimpo. Derrotado, foi condenado por Zeus a ficar sustentando o céu sobre seus ombros. A imagem que temos de Atlas é sua figura com o globo terrestre nas costas, como o gestor funcional que acredita que, senão o mundo, é obrigado a carregar em suas costas a organização, neste sentido, concluímos que o modelo baseado na função é egocêntrico, pois o foco está na pessoa enquanto, o modelo baseado no produto da equipe é grupocêntrico, pois valoriza o trabalho de todos.

Enfim, eu diria que se existe uma grande oportunidade de nos motivar, uma delas é quando geramos expectativas positivas em volta de nossas vontades de sucesso. A expectativa é na realidade, a construção no futuro dos nossos sonhos dourados de felicidade, junto da harmonia com aqueles com quem compartilhamos nosso trabalho na construção do bem comum, criando expectativas positivas para todos estaremos abrindo um importante canal na nossa motivação interna, uma energia tão poderosa que irá nos levar a um grande eldorado.


ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.