Princípios da qualidade e o método Deming de administração

A qualidade exerce um papel relevante dentro do contexto das empresas modernas e tem contribuído destacadamente para o ganho de vantagem competitiva

A qualidade exerce um papel relevante dentro do contexto das empresas modernas e tem contribuído destacadamente para o ganho de vantagem competitiva. A gestão da qualidade total, dentro da empresa, significa atender as necessidades e expectativas dos clientes, garantindo um produto livre de falhas. A qualidade deve ser incorporada a cultura do sistema de manufatura, buscando sempre o aperfeiçoamento do processo produtivo. Naturalmente, esse é um processo longo, porém mais do que técnicas é preciso conscientizar cada funcionário sobre a importância da excelência da qualidade em cada tarefa realizada. Hoje é largamente aceito que os programas de qualidade total deveriam enfatizar fundamentalmente às pessoas, pois sem uma força de trabalho comprometida e treinada, a qualidade total não pode acontecer de forma sustentada, mesmo com bons sistemas de informação para a qualidade.

O conceito de qualidade envolve um produto ou serviço que atenda perfeitamente, de forma confiável, de forma acessível, de forma segura e no tempo certo ás necessidades do cliente. Portanto, em outros termos pode-se dizer: projeto perfeito, sem defeitos, baixo custo, segurança do cliente, entrega no prazo certo, no local certo e na quantidade certa. O verdadeiro critério da boa qualidade é a preferência do consumidor.

Conforme apontam Peinado e Graeml (2007), "durante a década de 1940, depois da segunda guerra mundial, Deming foi trabalhar no Japão, prestando consultoria sobre teorias e assuntos da qualidade e produtividade. Muito do sucesso das empresas japonesas na qualidade, neste período, se deveu às palestras e conferências apresentadas por Deming naquele país. Os japoneses deram tanta importância ao seu trabalho que, já no ano de 1951, instituíram o famoso “Prêmio Deming”, anualmente concedido às empresas que se destacam de alguma forma em programas de gestão da qualidade. Este sistema de premiação às ações da qualidade desenvolvidas por empresas foi instituído, mais tarde, também em outros países. Deming trabalhou por quase 30 anos antes de obter o reconhecimento de seu trabalho nos Estados Unidos".

Segundo Deming apud Peinado e Graeml (2007), "a variabilidade do processo é a principal causa da não qualidade. Assim, seu princípio chave consiste na redução desta variabilidade, prevenindo defeitos, em vez de detectá-los, com forte aplicação e entendimento do controle estatístico de processo (CEP)". Conforme Peinado e Graeml (2007), "Deming enfatizou que a qualidade era responsabilidade da alta gerência e a não qualidade não acontecia simplesmente por culpa dos empregados. Ele criou uma famosa lista de 14 pontos para a melhoria da qualidade em uma organização. Talvez uma das maiores contribuições de Deming tenha sido a quebra do dogma de que só é possível obter mais qualidade com aumento do custo do produto. Afinal, quando os produtos são feitos certos da primeira vez, as economias de custo decorrentes da eliminação dos retrabalhos e refugos acabam por torná-lo mais barato que um produto de menor qualidade. Deming introduziu a técnica do ciclo PDCA, desenvolvida por Shewhart, no Japão".

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento