Prerrogativas especiais de algumas profissões

No país há profissões regulamentadas e outras não. De igual importância para o desempenho de cada função na sociedade todos devem ser julgados por seu mérito e competência, não havendo privilégios especiais para alguns profissionais

A maioria dos cursos superiores no Brasil são compostos da mesma maneira, com objetivo de oferecer ao estudante conhecimentos e experiências no intuito de formá-lo um profissional competente. Tomando a grande área das ciências sociais como exemplo, com pequenas exceções os cursos tem duração de 4 anos e formam bacharéis e licenciados, com formações amplas que lhes conferem vastas possibilidades de atuação.

Algumas destas profissões não são regulamentadas por órgãos de classe, exigindo que os trabalhos sejam assinados por estes profissionais. Na maioria das profissões os concluintes dos cursos de graduação, certamente, são mais aptos a desenvolver seus trabalhos, porém, é livre para que qualquer cidadão exerça as mesmas funções.

Anos atrás concluir o segundo grau conferia à pessoa conhecimentos acima da média. Posteriormente um curso superior trazia este status e mais recentemente a pós graduação era um diferencial mas o mercado de trabalho já tem chegado no ponto em que a competência da pessoa vale mais do que a qualificação. Contudo, ainda existem profissionais que buscam status em certas formações. É preciso lembrar que o ensino superior passou por forte expansão nos últimos anos e diversas instituições de baixa qualidade, e até mesmo instituições boas, despejam um número enorme de profissionais no mercado, assim, concluir um curso não é um diferencial tão grande, no entanto, muitos ainda veem isso como um status desproporcionalmente grande.

Ainda que o número de graduados no país tenha aumentando muito, existem profissionais e profissões que buscam prerrogativas especiais, diferenciadas dos demais profissionais, julgando-se especiais e considerando os demais profissionais como simples mortais. Cabe a cada um buscar o máximo de conhecimentos, experiência e astúcia, mas não é o que se observa em certas áreas, que escondem-se atrás de uma armadura invencível, tendo estes, conhecimentos ou não, experiência ou não, astúcia ou não.

É certo que o Brasil tem uma democracia muito avançada em relação a alguns países, pregando a igualdade entre todos, mas ainda existem grupos que estão de fora deste manto de igualdade, perfurando-o para sair por cima. Somente iremos avançar o dia que todos realmente forem iguais e assumirem seus atos e punições.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento