Prepare-se para a Black Friday

Para que a Black Friday, data mais importante para o e-commerce, seja lucrativa, é preciso se preparar desde já, apostando em tecnologia, estratégias e no respeito ao cliente

Imagine acordar sabendo que naquele dia seu e-commerce pode quadriplicar o volume de vendas? Esse dia, na verdade, não está apenas no plano imaginário – ele pode acontecer em uma sexta-feira muito especial para o varejo online, a Black Friday, que neste ano ocorrerá em 27 de novembro. Contudo, o dia mais importante do ano para o setor exige que o varejista esteja preparado para aguentar milhões de consumidores em busca das melhores promoções.

As últimas edições da Black Friday registram que as lojas virtuais brasileiras recebem, em média, 20 vezes a mais visitas nas 24 horas de promoções, o que, obviamente, eleva as vendas. Muitos varejistas, de todos os portes, fazem da data o seu 13º mês de vendas. Sim, é possível vender em apenas um dia o equivalente ao que se vende em um mês – e um mês bastante positivo.

Isso porque a “sexta-feira negra” já caiu nas graças do consumidor brasileiro. De acordo com dados da ClearSale, o evento movimentou R$ 871.986.167 na edição do ano passado, crescendo 48% em relação ao ano anterior. Para 2015, as expectativas são bastante positivas, mesmo com a economia em crise. Segundo levantamento da ClearSale, 96% das pessoas que aproveitaram os descontos da Black Friday pretendem comprar na data novamente neste ano.

O e-commerce brasileiro trabalha com a previsão de que as lojas virtuais recebam altos picos de acesso ao longo da Black Friday. Uma loja que recebe, em média, 200 visitas simultâneas pode chegar a receber 4000 acessos ao mesmo tempo. Não é difícil concluir, assim, que não basta existir no varejo online para lucrar na Black Friday. É preciso estar preparado para a data.

Como? Estruturando todas as etapas da operação de e-commerce. O primeiro (e mais importante) passo é contar com uma plataforma que garanta estabilidade diante do alto volume de acessos simultâneos. Isto é, ela deve apresentar ótima performance, com alta velocidade de carregamento das páginas – para que o cliente não fique esperando eternos 15 segundos até que a página apareça. Além disso, a ferramenta deve possuir facilidade no encontro de produtos, atratividade, navegabilidade simples e amigável e outros fatores que estimulem ainda mais a venda.

O varejista precisa também ter a certeza de que seu estoque será suficiente para o volume de pedidos estimado. Os produtos anunciados precisam estar disponíveis para compra quando o cliente acessar a loja; caso não esteja, a marca logo cai no esquecimento e o usuário parte para o concorrente sem dó. Outro fator importante está relacionado à entrega. O aumento das vendas não pode prejudicar o recebimento da compra, prolongando a data. Em todos os dias do ano, o varejo online precisa trabalhar para entregar os pedidos no menor tempo possível, imprimindo no mercado mais uma vantagem.

É possível fazer do Black Friday uma excelente oportunidade de vendas e de lucratividade, mas o sucesso de cada lojista depende de planejamento. E o preparo começa já, agora, neste instante. Quem não se prepara com antecedência para o Black Friday não consegue sentir todos os benefícios da data. Por isso, prepare-se para que o dia 27 de novembro seja black apenas no nome.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento