Preocupação com saúde deve fazer parte do planejamento estratégico das empresas

Nossas empresas são compostas de pessoas e pessoas são compostas de células que precisam funcionar bem para nos entregar uma melhor performance de trabalho dia após dia

Com a imensa demanda por novos serviços e produtos do "novo" Brasil enxergo que de certa forma estamos nos "americanizando". Deixando o preconceito de lado, percebo que cada vez mais há mais gente trabalhando mais. Trabalhando mais para ganhar um dinheiro que talvez sequer use no futuro por estar esquecendo que seu bem mais importante é a sua saúde. Funciona como uma forma de suicídio culposo que cada vez mais é praticado pelos membros da sociedade moderna como forma de fuga da sua própria vida.

Como administradores, somos líderes de grupos de pessoas, não de máquinas ou de lucro. É fácil perceber isso quando trazemos para a nossa vida individual o que acontece nas empresas. Perceba que vez ou outra, na sua casa, acontece um problema que precisa ser resolvido por você. Seja consertar uma torneira que está gotejando sem cessar ou podar as plantas do jardim. Como a casa é sua, você rapidamente se motiva a resolver as situações urgentes e adia as não tão urgentes para um outro momento em que a sua "performance de trabalho" esteja melhor. Nós não nos colocamos a pintar nossas casas enquanto estamos exaustos. Tampouco cuidar do jardim. Nós preferimos descansar para depois fazer alguma coisa "útil". Isto faz sentido e é super importante.

Os profissionais da atualidade estão tentando se superar dia após dia como guerreiros ou atletas, esquecendo-se que os melhores atletas são aqueles que mantém a disciplina do treino e cuidam da sua saúde com maestria. O impulso por "ter" mais está fazendo com que a sociedade se mova para frente fazendo uso de "narcóticos autorizados" para sobreviver.

No planejamento estratégico das empresas constam muitas perguntas, mas não a mais importante delas: "Como seus funcionários estão cuidando da saúde deles?" Nossos colaboradores são o ativo mais importante da nossa empresa e não adianta pagar-lhes salários maiores se esse dinheiro não está sendo utilizado pelo nosso colaborador para lhe gerar bem estar hoje e amanhã.

Existe uma necessidade forte de nos tornarmos ao invés de administradores somente, líderes de pessoas movidas por um ideal maior que a própria empresa. Nosso trabalho talvez seja o de entregar ferramentas para nossos funcionários evoluirem e se tornarem melhor a cada dia, ao invés de utilizá-los como componentes descartáveis de uma máquina que não precisa deste componente para rodar.

Nossas empresas são compostas de pessoas e pessoas são compostas de células que precisam funcionar bem para nos entregar uma melhor performance de trabalho dia após dia.



ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento