Poupar ou não, eis a questão?

Dia 31 de Outubro é o dia mundial da poupança. Uma data que pouca gente conhece esta data e talvez menos ainda exercite este gesto.

Um erro não exercitar este gesto. Poupar é sempre um bom negócio. Investir é importante, gastar também, mas poupar vem antes.

Como assim?

Para investir em algo ou até mesmo simplesmente gastar, preciso ter pelo menos o dinheiro ou crédito. Se tenho o dinheiro, ótimo, invisto ou gasto. Se tenho apenas o crédito, melhor observar se terei o dinheiro na hora de pagar, senão a conta fica impossível de suportar, pois a taxa de juros no Brasil é de amargar.

E no seu negócio?

Para alguns, parece impossível ter uma reserva financeira. Isto é um erro comum que precisa ser evitado. Você já pensou que ao guardar uma pequena parte do que fatura todo mês você terá sempre uma reserva para as adversidades do mercado?

Principalmente os profissionais liberais precisam desta realidade no seu dia a dia.

A pergunta é: Como fazer para poupar?

Eu respondo em três etapas:

1. Identificar os gastos;

2. Organizar os recebimentos;

3. Gerenciar os itens 1 e 2 para poupar;

Identificar os gastos

Muitos sequer sabem o que são centros de custo... Você imagina que o seu escritório tem duas áreas, cível e trabalhista. Existem despesas comuns a estas duas áreas: secretária, aluguel, telefone, etc. Mas, existem despesas que podem ser específicas de cada uma: advogados, estagiários, etc.

Se você separar as despesas de cada área pela área, ou seja, o advogado trabalhista fica na despesa trabalhista, junto com 50% do aluguel, 50% do telefone, etc, você estará tendo as despesas dentro de um centro de custo, de maneira individual.

Organizar os recebimentos

Divido este tópico em dois: Unidades de custeio e valores não cobrados.

Se você sabe o quanto gasta em cada área, conforme exemplo acima, porque não saber de onde vem o dinheiro?

Isto é a idéia de unidade de custeio. Saiba de onde estão vindo os recursos e os lance por área. Ao fazer desta forma, você saberá qual área está se pagando, qual está deficitária e poderá tomar decisões mais gerenciais em cima destes números.

Outra questão fundamental que encontramos em vários escritórios é a não cobrança dos honorários. Por mais incrível que isto possa parecer, muitos escritórios tem valores bons para serem cobrados e não o fazem.

Se você se encontra nesta situação, que tal cobrar estes valores e colocar o que receber numa poupança?

Gerenciar itens 1 e 2

Se você souber de onde recebe, aonde gasta e como arrecadar valores a mais para poupar, você está gerenciando bem os itens 1 e 2.

Se você acha que não consegue poupar porque nunca sobra dinheiro, pare de reclamar e busque alternativas de recebimento, bem como gerencie muito bem seu financeiro e corte coisas inúteis ou supérfluas que tem de gastos.

Sempre há gargalos de gastos, observe isto.

Enfim,

Poupar ou não, eis a questão? Ora, sim, pois não!

______________________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha – Diretor da Consultoria GestaoAdvBr
www.gestao.adv.br | gustavo@gestao.adv.br

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento