Porque as pessoas sentem ciúmes nas empresas
Porque as pessoas sentem ciúmes nas empresas

Porque as pessoas sentem ciúmes nas empresas

Freud analisou o ciúme em três graus: ciúme competitivo ou normal, projetado e delirante

A propósito, no livro 25 da “Pequena Coleção das Obras de Freud" - página 16 - informa que a citação de Freud referente à Bíblia Sagrada foi omitida em uma edição de 1948. Um escritor de outra literatura insinua também que os anti semitas sentiam ciúmes dos judeus por causa da desenvoltura deles no comércio.

Partindo das premissas do judeu e doutor em medicina, Sigismund Schlomo Freud, entenda em 6 aspectos de porque as pessoas sentem ciúmes nas empresas e na vida:

1- Ociosidade

Na inatividade o tempo passa e a pessoa se frustra, observando as conquistas alheias. Torna-se um ciumento por se sentir inferior e até mesmo um opositor das conquistas do outro. Além disso o ócio leva aos devaneios de pensamentos e aos falatórios desnecessários (fofoca).

2- Comparação

Pesquisadores constatam que as aptidões natas podem ser geneticamente distribuídas entre as pessoas de formas e quantidades diferentes. Os dons podem ser adquiridos ou desenvolvidos no decorrer da vida. Mas o importante não deveria ser a comparação de qual é o melhor e se somente a meta foi alcançada.

Mas o ego capitalista estimula o ciúmes entre as pessoas e não nos permite ver as limitações involuntárias, as boas intenções, o desejo de acertar e o esforço empregado por cada indivíduo.

3- Competição

Dizem que Ayrton Senna afirmava competir com ele mesmo. Será que esse foi o motivo de suas vitórias? Mas o competidor ciumento, puxa o “tapete”, calunia, difama e plagia.

4- Rejeição

Jacob (não é o pai de Freud, é o Jacó pai de José do Egito), sem intenção, talvez tenha incitado ciúme na casa dele, quando mostrou predileção pelo filho mais novo. Os irmãos se livraram do caçula ao se sentirem rejeitados ou menos amados. Outros sentimentos culminaram no ciúme, como o egoísmo e a competição.

5- Insegurança

O inseguro no trabalho age assim: se te vê saindo da sala do chefe, pensa que estava falando mal dele (se você e seu chefe são fofoqueiros, ele tem razão). Daí ele se imerge nos delírios, teme ser preterido e deseja o mal para não perder o lugar.

6- Mágoa

O ressentimento ou mágoa abre caminho para o ciúme (o magoado deseja mal ao suposto ofensor e sente inveja ao ver o desejo malogrado). O ciúme com um fundo de vingança permanece enquanto não se livra da mágoa.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Rachel S

    Rachel S

    Marketing de conteúdo
    café com admMinimizar