Pôr um desejo em prática: Tirar sua empresa do vermelho

Todo mundo faz promessa de Ano Novo e empresário não foge à regra. E como já se passou a primeira quinzena de 2005 e a maioria dos empresários ainda não colocou em prática o desejo de reverter a situação da sua empresa, aqui vai uma dica inicie um processo de mudança e esforços o quanto antes, não adie para amanhã ou depois as medidas de correções e ações efetivas contra a evolução da crise financeira. Sair do vermelho não é nenhum mistério. O primeiro passo é saber se vale a pena insistir no negócio ou se é hora de desistir. E o único jeito de saber disso é conhecendo muito bem o mercado em que atua e observando a concorrência, além disso, é importante conhecer a fundo os números da empresa - muitos falam em sair do vermelho por não ter um domínio dos números do negócio. Entre as medidas que revelam esse descontrole estão a retirada para gastos pessoais, de mais do que a capacidade que a empresa suporta e as despesas impróprias para o momento vivido pela companhia, como dispensar pessoas (o que tem impacto no fluxo de caixa) e gastar com ações de marketing caras e sem planejamento. Os cortes de custos também são um caminho, mas pode ser uma faca de dois gumes. Não se pode cortar o que é imprescindível. Também vale rever se o preço foi formado adequadamente e compreender de vez o conceito de lucratividade. Lucro não é o que sobrou no caixa e que pode ser usado para os gastos pessoais. O pro-labore deve ser computado como custo fixo do negócio. Lucro é tudo o que fica realmente para a empresa.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.