Por que pessoas devem compartilhar conhecimentos no trabalho?

Entenda o que é Aprendizagem Organizacional e por que ela é importante

Organizações precisam se reinventar. Fato. Como consequência da velocidade com que o mundo muda, as empresas devem oxigenar seus indivíduos e aprender novas competências diariamente. Isso permitirá o crescimento baseado na inovação e na mudança efetiva dentro do negócio.

Existe um tema que tem sido bastante discutido entre gestores e acadêmicos: aprendizagem organizacional. Vamos entender isso de forma bem prática. Existem níveis de aprendizagem, que parte de indivíduos, percorre por equipes até chegar ao nível estratégico e se tornar organizacional. Ou vice-versa (do organizacional para o grupal e individual). O que se deve ter claro é que empresas são compostas por pessoas (indivíduos), que trabalham e interagem com seus pares (equipes de trabalho) e executam projetos e fazem cursos (relacionam-se com outros grupos da organização). Esses indivíduos carregam consigo conhecimentos correspondentes às suas competências individuais, que podem ou não ser compartilhadas no ambiente de trabalho. Quando o compartilhamento acontece, seja de modo formal (cursos, workshops, etc.) ou informal (conversas e trocas de ideias, situações-problemas resolvidas com ajuda de colegas, etc.), o desempenho das equipes é impactado, pois passam a ter mais recursos para tornar processos e projetos mais eficientes e eficazes, além de lidarem melhor com mudanças estruturai em tempos difíceis.

Mas por que isso tudo é importante?

Dar espaço para que as pessoas possam expor suas competências e incentivar que outras pessoas prestem atenção nisso, é essencial para organizações que pretendem desenvolver seus indivíduos e tornar seus melhores conhecimentos um valor patrimonial. Sabe aquela história “nosso maior capital são as pessoas”? Pois é, trata-se daquelas pessoas que agregam valor à empresa e ajudam suas equipes de trabalho a evoluir. Isso é o puro know-how, onde as competências partem dos indivíduos e são enraizadas na própria organização.

Steve Jobs é uma pessoa que se preocupava integramente com a aprendizagem organizacional. Ele transformava e construía os ambientes de suas empresas num formato que obrigava as pessoas a se cruzarem quando transitavam pelos corredores. Como consequência, essas pessoas acabavam conversando informalmente e gerando muitas trocas de informações, o que gerava uma capacidade excepcional dessas pessoas em ter ideias e executar projetos inovadores.

Reflita:

Quais incentivos os gestores aplicam na sua organização, para que haja compartilhamento de conhecimento e a construção de novas competências do grupo e da própria organização? E o que você pode fazer para colaborar?

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento