Por que minha empresa está perdendo clientes?

Algumas organizações sofrem com a perda de clientes, e esse fator é, de fato, preocupante, haja vista, que o cliente é a fonte de lucro da empresa

Todos nós temos medo de alguma coisa nessa vida, não é verdade? Independentemente da profissão que desempenhamos. Por exemplo: em uma partida de futebol, o jogador que joga no ataque, tem medo de perder o chamado “gol feito”, que é aquele gol “que está fácil de fazer” (seja porque ele está sem marcação, ou, seja porque ele está sozinho contra o goleiro adversário, etc.), pois, se ele perder, sabe que a torcida irá vaiá-lo, a imprensa irá criticá-lo, e os próprios companheiros de time irão pressioná-lo, enfim, ele será cobrado por aquele lance fácil que ele não conseguiu executar. E, assim como acontece no futebol, ou, em outro ramo de atividade, o medo sempre existiu, existe e sempre existirá, haja vista que faz parte do ser humano amedrontar-se com certas situações.

Seguindo o raciocínio acima, gostaria de dizer que sei perfeitamente qual é o maior medo do empresário, e não é outro senão a perda de seus clientes.

O cliente é a fonte de energia de qualquer empresa, sendo assim, o empresário possui uma meta a cumprir para resto de sua vida, a saber: Manter o cliente fiel a sua organização.

Porque estou perdendo clientes?

Alguns erros que fazem uma organização perder seus clientes:

· Ameaça de novos concorrentes: Sabemos que o cliente gosta de novidades. Sendo assim, quando surge uma nova loja, por exemplo, com um layout moderno, atendimento personalizado, produtos inovadores e possuindo um marketing estratégico agressivo e inteligente, as empresas devem tomar cuidado com esse novo concorrente, principalmente se a empresa for de pouco poder de inovação, haja vista, que o cliente é movido por novidades.

· Preço: O cliente pesquisa constantemente e avalia o preço de um produto, comparando uma empresa com a outra. Algumas empresas perdem seus clientes simplesmente pelo fato de fazerem questão de alguns centavos a mais, negligenciando o poder de compra que o cliente possui.

· Colaboradores incompetentes: Algo inadmissível em nosso cotidiano, é quando adentramos em uma loja para comprarmos um produto e nos deparamos com um vendedor despreparado para nos atender de forma minimamente competente. Sendo assim, cabe à organização preparar seus cooperadores, de modo que eles sejam eficientes e eficazes no atendimento ao cliente.

· Qualidade do produto: Vou compartilhar uma experiência com vocês: Eu particularmente gosto muito de doces, sendo assim, sempre que vou à padaria, procuro comprar alguns de fabricação caseira (meus preferidos). Esses dias fui comprar um brigadeiro (que já estou acostumado a comprar, de um certo fabricante) e notei que ele não estava no padrão que eu estava acostumado, ou seja, ele não estava com um sabor muito bom. Sendo assim, fiquei insatisfeito com o produto e na próxima vez, pensarei duas vezes antes de comprar doces desse fabricante que me decepcionou por não manter o padrão de qualidade em seus produtos.

· Falta de ouvir o cliente: Críticas são fundamentais para qualquer empresário enxergar os erros que existem em sua organização e tomar as medidas corretivas para eliminá-los.

· Demora na resolução de problemas do cliente: Existem algumas empresas que são extremamente negligentes com relação aos problemas que os clientes enfrentam. É aquela coisa: no momento da venda, aparecem 10 vendedores bem humorados para atender o cliente, já, na hora da troca de um produto, ou, no momento de resolver um problema que o cliente tem…

· Falta de criatividade e inovação: A criatividade e inovação são fundamentais para manter o cliente fiel à organização, haja vista, que o cliente valoriza as novas tendências do mercado. A empresa que não possui esses requisitos está fadada ao fracasso.

· Ausência de um diferencial: A competitividade entre as empresas é acirrada, sendo assim, para que uma empresa se destaque com relação à outra, é fundamental que ela tenha um diferencial.

· Zona de conforto: Infelizmente após atingir um determinado patamar, algumas empresas tem a tendência natural de se acomodar, em outras palavras, pensam que já atingiram o topo e ninguém possui o poder de retirá-las dele. No entanto, essas empresas se esquecem de um princípio básico que é: “Chegar ao topo é difícil, mas, mais difícil ainda é manter-se nele”.

Vendedores amadores: especialistas em espantar clientes

A maioria dos clientes que não retornam aos estabelecimentos, tomam essa atitude pelo simples fato de não terem gostado do atendimento do vendedor.

Listei alguns atributos negativos que o mau vendedor possui, segue:

Tentar ser vidente: Alguns vendedores buscam “adivinhar” o que o cliente quer comprar, sendo assim, antes que o cliente se manifeste, esse vendedor busca de todas as formas “tentar descobrir” o que o mesmo busca, sem ao menos deixá-lo falar.

Fazer do amadorismo sua âncora: Alguns vendedores não são profissionais de vendas e sim amadores. Em outras palavras, não buscam se preparar, se atualizar, nem tampouco buscam evoluir, ou seja, “fazem por fazer”, comprometendo assim, o atendimento ao cliente.

Desconhecer os produtos e serviços: Muitos vendedores desconhecem os próprios produtos e serviços que vendem, ou seja, “vendem aquilo que nem sabem se comprariam”! Esse é um fator preocupante, haja vista, que o cliente está, a cada ano que se passa, mais exigente e inteligente.

Desconhecer a concorrência: A concorrência deve ser estudada minuciosamente, para que assim, o vendedor possa conhecer os pontos fracos e fortes de seu adversário, de forma a antecipar-se com relação a algumas variáveis que possam vir a ocorrer.

Possuir falta de argumentos plausíveis: O cliente está, a cada ano que se passa, mais bem informado. Sendo assim, o vendedor precisa ter argumentos inteligentes para poder externar de forma plausível os motivos do preço de um produto, as promoções, bem como porque alguns descontos não serão dados, enfim, é preciso conhecimento, para que o cliente seja totalmente convencido de uma ideia.

Ser mentiroso: Alguns vendedores pensam que mentir para o cliente é uma atitude correta, no entanto, o cliente valoriza a verdade e a honestidade.

Ser desmotivado: Alguns vendedores são desmotivados, seja pela baixa remuneração, seja pela baixa autoestima que possuem, seja pela incapacidade técnica que o mesmo possui, enfim, são apáticos e melancólicos.

Ausência de brilho nos olhos: Alguns vendedores não possuem entusiasmo, bom humor e carisma, para atenderem o cliente com a excelência que ele merece.

Ausência de empatia: Alguns vendedores s&a

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Pablo Bravin

    Pablo Bravin

    Administrador, graduando em Ciências Contábeis, pós-graduando em Gestão Estratégica de Pessoas. "Nós somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência, então, não é um modo de agir, mas um hábito." Aristóteles // "A cada bela impressão que causamos, conquistamos um inimigo. Para ser popular é indispensável ser medíocre." Oscar Wilde

    café com admMinimizar