Por onde começar a investir o meu dinheiro em 2019?

Saiba como investir seu dinheiro da melhor maneira possível!

Para saber por onde começar a investir em 2019, primeiro é necessário avaliarmos alguns cenários. São eles: Você já faz algum tipo de investimento (levando em conta que poupança não é investimento)? Outro cenário indispensável para responder é: Qual seu objetivo para o valor a ser investido? Após traçar um ou mais objetivos, a segunda questão é: Quanto será investido inicialmente e quanto será mensalmente? A última pergunta tão importante quanto as outras é: Qual seu perfil de investidor? Conservador, moderado ou arrojado?

Responder essas perguntas é de suma importância para que você consiga diversificar sua carteira de investimentos, sabendo o grau de risco que vai correr, o período que ficará investindo e o percentual de rendimento médio que você vai obter em seus investimentos.

Em conjunto com todas essas questões é necessário avaliar o cenário político-econômico do país para fazer investimentos com maior assertividade, levando em conta todos esses pontos vamos entender como cada perfil deve investir em 2019.

Se você é um investidor conservador e está procurando construir um patrimônio com o menor risco possível, deve priorizar a renda fixa que oferece ótima rentabilidade para quem quer tirar o dinheiro da poupança e seu investimento, ainda fica garantido pelo FGC, dessa maneira a carteira ideal seria: 80% investido com juros pós-fixado podendo ser tesouro SELIC, CDB pós-fixado, LCI e LCA pós-fixada, outros 10% em títulos pré-fixados podendo ser tesouro pré-fixado, CDB, LCI e LCA pré-fixados e os últimos 10% em investimentos com maior risco podendo ser ações ou fundos de investimentos multimercados.

Se você é um investidor moderado aceitando correr um risco maior para ter uma rentabilidade melhor, sua carteira de investimentos deve ser mais diversificada, sempre deixando uma parte de seu patrimônio investido em títulos conservadores que oferecerem segurança, uma excelente diversificação para um investidor moderado seria assim: 50% investido com juros pós-fixado podendo ser tesouro SELIC, CDB pós-fixado, LCI e LCA pós-fixada, outros 25% em títulos pré-fixados podendo ser tesouro pré-fixado, CDB, LCI e LCA pré-fixados, 15% em fundos de investimentos multimercados, 5% em investimentos que remuneram inflação mais juros, 5% no mercado de ações.

Investidores arrojados buscam alta rentabilidade, aceitam correr altos riscos para tal, adrenalina está em seu sangue. Se você se encaixa nesse perfil uma carteira para proporcionar alta rentabilidade pode ser diversificada dessa maneira: 35% investido em títulos pós-fixados, 30% em títulos pré-fixados, 15% em fundos de investimentos multimercados, 12% em investimentos que remuneram inflação mais juros, 5% no mercado de ações e os últimos 3% no mercado de ações internacionais.

Antes de começar a montar uma carteira de investimentos, você deve fazer um teste de perfil de investidor que é obrigatório para qualquer cidadão que vá começar a investir dessa maneira, inclusive você conseguirá ter clareza dos riscos que está disposto a correr, quanto maior o risco, maior as chances de alta rentabilidade, mas são maiores também as chances de perder o valor investido.

Contudo tenha claro, que poupança não é investimento e deixar seu dinheiro nela é desvalorizar e tirar o poder de compra dele no médio e longo prazo.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Felipe Silveira

    Felipe Silveira

    Felipe Silveira é especialista em Finanças Pessoais e Empresariais, Educador e Coach Financeiro. É formado em Contabilidade e Administração de Empresas com cursos de investimentos na Fundação Getúlio Vargas (FGV). Possui também formação em Personal & Professional Coaching e Leader as Coach pela SBCoaching, Treinamento de Inteligência Emocional e Analista de Perfil Comportamental – DISC pela AbraCoaching e Advanced Coach Practitioner. Foi Supervisor de Vendas na RIO 2016, liderando equipe comercial nas lojas próprias. É co-fundador e diretor na I.E.Business e Coach Financeiro no projeto “Mentalidade da Riqueza - Formando novos Milionários”, além de palestrante e investidor.

    café com admMinimizar