Planejar bem começa com um bom diagnóstico!

Este artigo visa destacar a importância do Planejamento Estratégico na gestão das organizações. Apresenta a importância de se realizar um bom diagnóstico e uma abordagem metodológica para permitir identificar as lacunas de gestão, tecnologia, processos de trabalho, expertise e envolvimento dos colaboradores, bem como a distância do posicionamento estratégico que se pretende alcançar

Planejamento estratégico

O Planejamento Estratégico das organizações é uma ferramenta poderosa da administração e vai te auxiliar a identificar, priorizar seus desafios e definir seu posicionamento estratégico. O receio é que o conceito de estratégia se vulgarizou no dia a dia das organizações e tudo passa a ser considerado estratégico, contrariando a regra de ouro de uma boa estratégia que é definir focos de atuação por meio de metas de curto, médio e longo prazo.

O atual ambiente de negócios e de prestação de serviços das organizações está sujeito a constantes mudanças na política, economia, tecnologia e forma de interação da sociedade. A empresa ou organização pública somente poderá atender aos anseios de seus clientes se conseguir ajustar-se à conjuntura, e o Planejamento Estratégico é uma ferramenta adequada para oferecer as soluções de ajustes para projetar o futuro.

O Planejamento Estratégico deverá conviver com os planejamentos táticos e operacionais departamentais, pois compete a eles desdobrar a estratégia em ações concretas e sinergicamente alinhadas. Um elemento-chave para a construção e sucesso da estratégia é a realização de um diagnóstico com atenção aos detalhes, envolvendo o ambiente interno e externo.

O diagnóstico é um instrumento que permite identificar as lacunas de gestão, tecnologia, processos de trabalho, expertise e envolvimento dos colaboradores, bem como a distância do posicionamento estratégico que se pretende alcançar.

Diagnóstico via pesrpectivas do Balanced Scorecard

O diagnóstico correto desmistifica aos administradores o que realmente é importante ou relativamente importante, e a se concentrar sobre as debilidades que precisam ser superadas. A partir dele poderemos revelar quais desafios serão priorizados e quais caminhos devemos trilhar para maximizar os resultados.

A realização de um diagnóstico requer o envolvimento da alta administração e de um método que garanta uma fotografia panorâmica e em vários perfis diferentes da empresa. O modelo mental de perspectivas da metodologia Balanced Scorecard[1] - BSC descrito no esquema abaixo na minha visão é o mais completo para ser usado no diagnóstico, pois facilita aos atores envolvidos registrar as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças com a maior amplitude desejada.

Visão da Empresa - •Qual posicionamento estratégico pretende-se ocupar?

•Sustentabilidade Financeira - Quais objetivos financeiros devem ser atingidos?

Cliente - Para atingir nossos objetivos financeiros, que necessidades dos clientes devemos atender?

•Processos Internos - Para garantir satisfação dos clientes e acionistas, em quais processos internos devemos ser excelentes?

•Aprendizado e Crescimento - •Para atingir nossas metas, como a organização deve aprender e inovar?

Diagnosticar com base nas perspectivas do BSC força que a organização investigue além do tradicional olhar nos resultados financeiros e convida a reconhecer 4 perspectivas da empresa: i) Perspectiva Sustentabilidade Financeira – avaliar os resultados e objetivos financeiros que o negócio proporciona e necessita para seu crescimento e desenvolvimento, assim como para satisfação dos seus acionistas; ii) Perspectiva do cliente - identificar os fatores que são importantes na concepção dos clientes em torno de quatro categorias: tempo, qualidade, desempenho e serviço; iii) Processos Internos – identificar a eficiência e eficácia dos procedimentos organizacionais, processos de inovação, criação de produtos e serviços; e iv) Perspectiva aprendizado crescimento - abranger a importância do estágio de desenvolvimento e aprendizado dos colaboradores e tecnologia da informação.

A escada da estratégia requer primeiro que defina a visão e missão da empresa. O diagnóstico deverá te mostrar os gaps em cada dimensão de modo que você possa elaborar um plano de ação para cada dimensão. Para tanto é preciso realizar a abordagem diagnóstica de forma segregada de cada dimensão e recomendo usar a ferramenta de Análise Swot[2] separadamente em cada dimensão.

Quando o diagnóstico é deficiente em uma das dimensões, certamente haverá comprometimento de resultados nas demais dimensões, ou seja, para agradar o cliente é preciso cuidar de todo framework do atendimento e dos processos internos que o antecedem, bem como acompanhar e pesquisar inovação, sem se descuidar do processo continuo de aprendizagem dos colaboradores. Depois disso é preciso monitorar o resultado financeiro das operações, avaliar e comparar o custo de funcionamento.

Quando integradas, essas quatro perspectivas proporcionam uma análise e uma visão ponderada e sistêmica da situação atual e futura da performance do negócio, produzindo um equilíbrio entre objetivos de curto prazo e objetivos de longo prazo.

Todo planejamento requer um bom diagnóstico e conhecimento sobre o que se pretende fazer para definir qual posicionamento pretende ocupar. Um bom diagnóstico resulta num plano de negócios ou num plano estratégico de atuação que conduzirá sua organização para um estágio mais avançado de gestão.

[1] Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenvolvida pelos professores da Harvard Business School (HBS) Robert Kaplan e David Norton, em 1992. O BSC é uma ferramenta de gestão estratégica que desdobra objetivos estratégicos, visão e missão da organização em indicadores de desempenho para monitoramento estratégico.

[2] A Análise SWOT ou Análise FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças) (em português) é uma ferramenta utilizada para fazer análise de cenário (ou análise de ambiente), sendo usada como base para gestão e planejamento estratégico de uma corporação ou empresa, mas podendo, devido a sua simplicidade, ser utilizada para qualquer tipo de análise de cenário, desde a criação de um blog à gestão de uma multinacional. (Fonte: Wikipédia)

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento