Planejamento tributário é fundamental para a sobrevivência de empresas

Com um bom planejamento, empresários podem reduzir custos, praticar preços mais competitivos e ainda fazer novos investimentos

Em um ano que o país vive momentos de instabilidade financeira, os empresários voltam a atenção e os esforços para a redução dos custos. Neste cenário, o planejamento tributário pode ser fundamental para a sobrevivência do negócio neste período.

“O planejamento tributário objetiva a economia legal do valor a ser repassado ao governo. Os tributos (impostos, taxas e contribuições) representam uma importante parcela dos custos das empresas, senão a maior. Com a globalização da economia, tornou-se questão de sobrevivência das empresas a correta administração do ônus tributário. No entanto, a implantação do planejamento tributário esbarra na falta de informação dos contribuintes sobre como a adoção da ferramenta pode beneficiar seu empreendimento, levando-o a otimizar os recursos financeiros disponíveis”, explica o contador empresarial José Eduardo Rissi.

Segundo especialistas, para realizar um planejamento eficiente, deve-se verificar a estrutura da empresa e o tipo de tributação que mais pode favorecê-la, se pelo Lucro Real, Simples ou o Presumido. “O planejamento tributário de uma empresa deve decorrer de uma análise criteriosa por parte do contador. A análise das opções de modalidades dos tributos devem ser escolhidos de acordo com o porte da empresa, do volume de seus negócios e da sua situação econômica”, comenta Rissi.

O planejamento tributário está na Lei 6.404/76 (Lei das S/A) e é obrigatório. Porém, o bom planejamento resulta na boa saúde financeira da empresa e pode representar maior capitalização, possibilidade de prática de preços mais competitivos e ainda facilita na geração de novos empregos, pois os recursos economizados poderão possibilitar novos investimentos.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento