Pedagogia S/A: chegou a vez do 'professor' na empresa. O RH pede ajuda

A importante atuação do pedagogo no meio empresarial com seu foco na melhoria seus métodos e processos organizacionais. Atualmente esse profissional vem abrindo espaço no setor de recursos humanos no que discerne à desenvolvimento de competências nas organizações a fim de promover ações e projetos para solucionar os novos problemas

A instabilidade política e econômica brasileira está criando um mar de desempregados e desocupados nacionalmente. O que antes era um país que crescia em seus empregos formais de maneira nunca antes vista, agora estagnou em meio aos diversos problemas do setor econômico e político. Essa nova conjuntura trouxe à tona as fraquezas também no setor de RH.

Esse setor ainda é tido como um ambiente mais para burocrático trabalhista nas companhias brasileiras. Não é difícil encontrar grandes empresas, renomadas nacionalmente, onde o setor de capital humano é dedicado quase que exclusivamente ao processo de seleção, contratação e demissão, onde até mesmo no treinamento dos seus novos colaboradores esse setor tem pouca participação, deixando a cargo dos supervisores e líderes o treinamento desse novo potencial humano. Potencial este que muitas vezes nem é lapidado de maneira ‘brilhante’.

Segundo Silva (2009) oque se tem visto como políticas de RH em muitas organizações são: jornais internos, festas de confraternização ao final do ano, flores para as mulheres no dia da internacional da mulher, cartões de aniversario, dia das mães e dos pais e outras atividades dessa natureza e sem a mínima acuidade.

As empresas propõem diferentes modelos de desenvolvimento e treinamento de pessoal buscando encontrar profissionais capacitados e especializados para liderar grupos de trabalhos em situações adversas, mas esquecem que deveriam propor treinamentos e desenvolvimentos mais adequados para desenvolver o capital humano a ponto de tornar um grupo maior de colaboradores detentores do saber e autogestores, bem como em colaboradores empreendedores.

Mediante o cenário atual é chegada a hora de propor novos trabalhos ao setor de RH agregando valor e conhecimento ao mesmo, trazendo para junto de si profissionais que são formados como especialistas no desenvolvimento de pessoas, os Pedagogos Empresariais. Esses profissionais têm como foco a estruturação e reestruturação em áreas problemáticas da empresa. Para Cagliari (2009) o pedagogo empresarial está inserido auxiliando no desenvolvimento das competências e habilidades de cada individuo, para que cada profissional saiba lidar com várias demandas, incertezas e várias culturas ao mesmo tempo, direcionando o resultado positivo em um mercado onde a competição gera mais competição.

É visto como Prado (2013) expõe que as organizações atualmente visam novas competências dos funcionários, tendo em vista o mundo globalizado e suas exigências. A tarefa do pedagogo empresarial estará focada em analisar as necessidades e deficiências das organizações e assim desenvolver projetos voltados ao aprimoramento das mesmas visando trabalhadores críticos analíticos, ativos que resolvam seus problemas e trabalhem em equipe sendo flexíveis as necessidades e transformações atuais.

Na perspectiva do RH, segundo Ribeiro (2011) o pedagogo transforma os indivíduos de maneira a valorizá-lo e gerar mudanças. A empresa também é um espaço educativo que visa atividades objetivadas e, portanto a pedagogia visa garantir estratégias para o aprimoramento de conhecimento com ideias e objetivos pré definidos e provocar assim mudanças no desempenho individual. Nesta perspectiva, a pedagogia empresarial se ocupa basicamente com conhecimentos, as competências e habilidades e as atitudes diagnosticadas como indispensáveis/necessários da melhoria da produtividade.

Prado e Gonçalves (2009) se complementam quanto a suas ideias de que, para o primeiro na era do conhecimento na qual estamos, exige-se que os profissionais se atualizem constantemente. As habilidades e competências são capacidades necessárias para executar, analisar e desenvolver com sucesso as tarefas. Nesse processo de aprendizado o pedagogo empresarial deve ter a habilidade, o olhar, a consciência de que esta desenvolvendo projetos com seres humanos e que os mesmos devem ser parte ativa nesse processo. E para o segundo a atuação do pedagogo empresarial, à educação integral, isto é, ao processo de influenciar e sugestionar positivamente os funcionários em todos os aspectos da sua personalidade. Vão proporcionar o desenvolvimento da produtividade pessoal nas mais diversas atividades. Portanto, deve demonstrar com o seu trabalho pratico, na empresa, os efeitos benéficos da adoção de varias atividades educativos.

Em suma, se você não quer se desfazer do seu colaborador, tenha em mente que desenvolver pessoas é mais do que cuidar, é mais do que informar, é mais do que motivar, é apresentar as possibilidades e permitir que todos possam desenvolver seu potencial, suas habilidades se tornando eficientes no que fazem, enriquecendo seu ‘eu profissional’. E é papel do Pedagogo no setor de RH humanizar os indivíduos (Prado, 2009).

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento