Otimize o seu tempo

Não é raro, em um ambiente profissional, a sensação de que o tempo dedicado às tarefas é sempre insuficiente. A pressão mercadológica, o acúmulo de funções, a avalanche de dados e informações e o ritmo frenético dentro das empresas podem certamente desnortear os profissionais, impedindo-os de se organizarem melhor. Existem ferramentas que podem ajudar a otimizar o nosso tempo, como por exemplo, criar um planejamento de atividades ou usar a ferramenta “Kanban”, que sistematiza o que está por fazer, o que está em processo de realização, o que emperrou e o que está concluído – embora existam inúmeros outros instrumentos com o mesmo propósito, o que inclui aplicativos para smartphones. Mas como descobrir se estamos com problemas de otimizar nosso tempo ou se simplesmente estamos sobrecarregados de serviço?

Uma das formas é checar se os colegas de trabalho também estão com esta sensação. E, em caso afirmativo, conversar com o chefe, propondo soluções de melhoria. Caso haja sobrecarga e isso te prejudicar, converse com o responsável de sua área e seja transparente, mostrando como isso impacta na qualidade da sua entrega. Leve soluções, ideias, alternativas. Nunca chegue com o problema isolado.

É bastante comum as empresas demonstrarem cada vez mais interesse em colaboradores com capacidade de organizar bem o tempo de serviço. Quando um funcionário tem essa habilidade, identificando o que é urgência e o que é prioridade, ele aumenta as chances de redução de horas extras e aumento de produtividade. Mas como aprendemos a otimizar o nosso tempo? Por meio do Coaching temos condições de atuar sobre este recorte. Esse processo é feito vendo como se estrutura o padrão comportamental do indivíduo e o que faz sentido ou não mudar para ele. Se não fizer sentido, o trabalho de Coaching não se sustenta.

É comum as pessoas reclamarem de falta de tempo quando reservam muitos minutos do dia para redes sociais, bate papo no telefone, e-mails, entre outros “ladrões de tempo”. Tudo isso é importante para oxigenar as ideias, mas devemos ter noção e ser responsáveis com aquilo que nos lançamos a fazer, respeitando os nossos seus limites e tendo a consciência de que fizemos o melhor que podíamos naquele momento. Afinal, será isso que diferenciará!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento