Os trabalhos de conclusão de curso e as interações entre os bicho-homem

Os trabalhos de conclusão de curso, em muitos casos, são nascedouros de conflitos entre os alunos formandos da graduação superior em Administração de Empresas. Esses conflitos levam amigos de anos a tornarem-se oponentes ferrenhos por conta de terem opiniões contrárias sobre determinado assunto relacionado ao negócio escolhido. É disso que este artigo quer discutir/tratar

Um TCC não é uma construção individual (de um único homem), não é uma construção tecnológica (baseada num programa de computador), nem, muito menos, fruto da construção de outras pessoas.

Um TCC é eminentemente uma construção coletiva de mentes atentas e focadas num objetivo.

Os grupos que percebem isso, geralmente, são os que melhor se saem nas três fases de concepção, estruturação\montagem e finalização desse importante ato da graduação no curso de Administração de Empresas.

Os grupos que não se comunicam, que não interagem entre si, não colaboram e não se mantém no foco do trabalho, dificilmente obtém bons resultados. Pelo contrário, em muitos dos casos, gastam energia em outras ações e não conseguem lograr êxito na tarefa do TCC.

Porém, está mais que provado que somos seres sociais... que somos “bichos” coletivos. Assim, um TCC de qualidade requer: ações coletivas, integradas, maduras e focadas no objeto.

Por outro lado, está mais que provado, também, que os bichos-humanos quando em ações coletivas como esta (o TCC) entram em conflito. Entrar em conflito não quer dizer perder a qualidade. Não significa desfocar-se do objeto. Quer dizer, tão somente, que um dos componentes do grupo (ou mais de um) pensa diferente naquele determinado assunto. Só isso! Pensar diferente é bom! É saudável! É do Homem. É do bicho-homem!

Não deveríamos nos estressar por que nossos pares pensam diferente de nós. O que nos deve estressar, com certeza, é sair do foco. É não sermos maduros. É perdermos o prumo, a integração, o relacionamento positivo e saudável entre as pessoas de nossa equipe.

Por fim, é preciso lembrar que somos diferentes. E sempre seremos. Em todas as situações de nossas vidas. Portanto, haverá sempre tensão em nossos contatos humanos.

Nós bichos-humanos, temos que nos conscientizar que só iremos para frente se formos colaborativos, focados e maduros em nossas interações humanas. Se não houver essa consciência ... feneceremos sozinhos, tristes e pobres. E, com certeza, nosso TCC estará fadado ao fracasso!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento