Operação Carro Pipa: uma empreitada logística

O presente artigo visa relatar o imenso e complexo trabalho realizado pelo Exército Brasileiro para atender as populações vitimadas pela seca nas diversas regiões do país

Você sabe o que é a Operação Pipa? Bom, muito antes de toda a polêmica de falta d´agua na região sudeste do país, a região nordeste já sofria com as secas há tempos. Para se ter uma idéia, Dom Pedro II, o Imperador já pretendia tomar providências em relação ao assunto, chegando a cotar o envio de camelos para região a fim de possibilitar o acesso dos funcionários reais.

A seca na região Nordeste ocorre basicamente por duas razões: Uma é morfológica: O Planalto da Borborema. As elevações próximas ao litoral, principalmente o nordestino, não permitem que os ventos úmidos do mar cheguem até o interior na região. Assim há a escassez de chuvas que prejudica a população local.

A outra razão é mais complicada: A ineficiência, por anos a fio, do poder público em encontrar soluções alternativas para levar água para região.

As conseqüências são bem conhecidas: miséria, fome, mortandade de animais e êxodo da população.

O Conceito

A Operação Carro-Pipa (OCP) é uma das ações do Programa Emergencial de Distribuição de Água. Tem por objetivo a distribuição de água potável pelo Exército Brasileiro às populações atingidas pela seca na região do semiárido nordestino e região norte dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo.

O Ministério da Integração Nacional (MI) e o Ministério da Defesa (MD) firmaram um acordo de cooperação para a realização de ações complementares de apoio à distribuição de água potável às populações atingidas.

Como funciona

Primeiramente, os municípios deve decretar emergência ou calamidade pública e esta situação deve ser reconhecia pelo governo Federal, após o encaminhamento de uma série de documentos.

Após a avaliação dos documentos supramencionados, a União, por intermédio da Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec) indicará ao Comando do Exército os municípios em condições de serem incluídos na Operação Carro Pipa.

Instituição da COMDEC

Com a inscrição realizada, o município deverá formar uma coordenadoria municipal de defesa civil (COMDEC) no prazo de até 90 (noventa) dias.

Como veremos mais para frente, é imprescindível o efetivo envolvimento da COMDEC no apoio ao Exército Brasileiro, em todos os processos da Operação Carro Pipa, pois os seus integrantes vivenciam o problema da seca no seu cotidiano e estão em contato direto com as comunidades. Ela será o elo de ligação entre a população e o Exército.

Planejamento da distribuição de água

A Organização Militar Executora, que nada mais é a Organização Militar que empregará efetivo e seus recursos materiais para atendimento da região afetada pela estiagem levanta, em conjunto com a COMDEC, dados como: localização dos mananciais ou pontos de captação de água potável, atestado de salubridade da água, localidades para abastecimento, número de pessoas que serão atendidas além das distâncias envolvidas.

Há um elemento fundamental nesta operação chamado de APONTADOR ou CONTROLADOR, que é um cidadão que recebe água em sua cisterna e que posteriormente a distribui aos demais residentes daquela localidade. Ele não é o dono daquela água, mas somente o responsável pela distribuição no local.

Reconhecimento e Ações dos escalões superiores

Há ainda uma etapa de “Execução de Reconhecimento”, que consiste na confirmação e detalhamento das informações para elaboração de um Plano de Trabalho.

Uma equipe do Exército vai até a localidade para confirmar as informações prestadas, como as localizações exatas dos pontos de coleta e distribuição da água.

Uma vez que o Plano de Trabalho é aprovado pelo COTer – Comandado de Operações Terrestres, Orgão da Alta Administração da Força, consolida as necessidades das diversas localidades e solicita a realização do destaque de crédito para SeDec.

Uma vez aprovado o Plano de Trabalho, é realizado um Termo de Cooperação entre o Ministério da Integração Nacional e o Exército e operacionalizadas as transferências dos recursos financeiros previstos para a execução da Operação ao Comando do Exército.

Castramento dos Carros-Pipa

Cada Organização Militar possui um cadastro de carros-pipa cujos dono têm interesse em participar da operação. Ao realizar este cadastro são observados aspectos relacionados à situação legal do veículo, suas condições mecânicas além das condições físicas do tanque e da bomba d'água.

Verificação da água coletada e distribuída

Após o cadastramento, e antes de ser abastecido, reservatório do caminhão deve ser desinfectado pelo motorista do carro-pipa. A atividade de desinfecção também obedece a critérios técnicos, e consta na documentação que normatiza o serviço.

Cabe às Secretarias de Saúde dos estados ou municípios providenciar o laudo de análise físico-química da água coletada nos mananciais que foram identificados pela equipe de reconhecimento do Exército, ainda no começo da cooperação.

Contratação de Pessoa Física (Pipeiro)

A União, através do Exército Brasileiro, celebra então um contrato com a o pipeiro, cujo objeto é a execução do serviço de transporte e distribuição de água, em veículo do qual o contratado seja proprietário ou legítimo possuidor.

Distribuição da água

Após a contratação dos carros-pipa, compete à Organização Militar envolvida elaborar o planejamento da distribuição da água.

Os pipeiros ficam sabendo as localidades que atenderão, quantas viagens farão além dos dias que farão este abastecimento, e quem será o apontador (cidadão responsável pelo recebimento da água em sua cisterna que distribui aos demais residentes daquela localidade).

Por outro lado, cada apontador, também recebe o cronograma para ter ciência dos dias em que receberá o abastecimento.

A comprovação do atendimento é feita por intermédio de tíquetes de entrega e recibo, a fim de permitir posterior fiscalização do contrato.

Com este planejamento espera-se que a comunidade seja atendida em suas carências e que os prestadores de serviço `pipeiros` possam prestar os serviços como previamente acordado, cabento ao Exército o efetivo pagamento dos compromissos firmados.

Pesquisa de opinião junto às populações atendidas

Ainda não acabou por aí, como elemento fundamental na busca pela qualidade dos serviços, as Organizações Militares ainda realizam uma pesquisa de opinião com as localidades atendidas. Assim, o sistema todo é realimentado para correção de possíveis imperfeições. Caso um pipeiro não cumpra o acordado ele não receberá o pagamento, por exemplo.

Conclusão

A Operação Carro-Pipa é uma ação de grande envergadura. Ela congrega parcela da população civil em estreita coordenação com a União, representada pelo Exército Brasileiro.

Pode-se perceber que o Exército é o grande responsável por todo este esforço logístico. Ele gerencia e controla a contratação do prestador de serviço, o fluxo de abastecimento do produto, no caso, a água, de forma a atender os clientes que são personificados pelos sertanejos e ainda verifica a qualidade dos serviços prestados.

É relevante ressaltar que há uma componente muito importante que recentemente foi incorporada ao rol de tarefas das Forças Armadas: Seu papel social. Nas regiões remotas do país, onde as facilidades da moderna tecnologia ainda não estão presentes nos cotidiano das pessoas, coube, no caso em tela, ao Exército Brasileiro, com seus recursos humanos e materiais dar suporte às ações do Governo Federal. Com este raciocínio em mente, pode-se perceber que o Exército também ganha, pois intensifica e afirma a sua presença em toda a extensão do território nacional, não importando as adversidades.

Paralelamente, a Operação Carro Pipa encontra plena aplicabilidade no problema militar, pois como visto acima, envolve uma cadeia de suprimento complexa e longa, sendo o usuário final o homem comum, elemento da comunidade que utilizará um recurso tão banal, mas que para ele significa entre a prosperidade e o perecimento de sua família. Concretiza-se assim em uma espécie de “treino” para os chefes militares que se vêm às voltas com intrincadas questões envolvendo as tropas sob suas ordens.

Abaixo são apresentados alguns números relativos à Operação Carro Pipa relativos a 2014:

ESTADOSPIPEIROS CONTRATADOSMUNICIPIOS ATENDIDOS
AL40540
BA2050214
CE1227126
MG10136
PB1075160
PE1839104
PI58168
RN582135
SE13412
TOTAL7994895

Fonte: http://www.brasil.gov.br/observatoriodaseca/operacao-carro-pipa.html

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento