Onde estão os empreendedores?

Esse é um momento delicado no Brasil, porém, um momento ideal para que empreendedores demostrem seu potencial

"Extra! extra! a crise...”.

Ultimamente, todos nós, empreendedores ou não, estamos sendo bombardeados com novas e más notícias sobre essa tal crise que insiste em não sair das manchetes de jornais, e não quero dizer que a mesma não existe, jamais. Quero dizer que, esse é o momento mais oportuno de se encontrar novos empreendedores.

Os informes sobre economia deixam os novos empreendedores cada vez mais apreensivos em relação à abertura de novos negócios, e me traz a breve e sútil noção daquilo que Darwin disse já no século XIX: A natureza elabora seu próprio sistema de seleção. Trago Darwin à tona porque através da teoria dele podemos destacar aqui o que há de mais natural no mercado, a simples noção de desafios.

Encontrar pessoas que estejam dispostas a correr riscos é fundamental para o desenvolvimento de nossa economia, assim com disse Schumpeter, quando falava da inovação como processo fundamental para desenvolvimento da economia. Mas onde estão as mentes brilhantes, dispostas a reconstruir um mundo, através de um processo criativo-destrutivo?

É na crise, o momento oportuno para se identificar novos modelos de negócios que superem os antigos, a fim de se chegar a um rompimento do até então status quo da economia. Esse desafio deve ser o combustível do empreender na busca de novos horizontes comerciais, parcerias e produtos.

Talvez por isso não haja fórmulas prontas para se chegar ao sucesso. A fórmula do sucesso é o próprio empreendedor como indivíduo que supera desafios. Desde criança vemos heróis em desenhos animados, estes, prontos para ajudar os outros a encontrar soluções para problemas que pessoas normais não conseguiriam resolver, dos mais diversos possíveis. Hoje, somos nós - empreendedores, nossos próprios super-heróis, encontramos em nós mesmos a força para resolver estes problemas e acima de qualquer coisa, nossa história será a motivação de outras pessoas, para que elas possam continuar com seus sonhos. Como um ciclo vicioso, no qual empreendemos porque acreditamos que a persistência é maior arma do empreendedor e o erro seus principal mestre. Por isso sabemos que o que fazemos vale realmente a pena.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento