O significado do que fazemos

Pessoas não trabalham pelo dinheiro apenas o resto da vida, seria absolutamente torturante empenhar esforços em atividades que não causem impacto

Há alguns dias atrás, acho que dois ou três, eu resolvi baixar essa incrível apresentação do TED chamada "O que faz a gente se sentir bem sobre nosso trabalho" em um tradução literal. A tese básica de Dan Ariely é que dinheiro não é o que motiva as pessoas, mas progresso, reconhecimento e senso de pertencimento e significado de nossas atividades.

Então lá estava eu, dirigindo meu carro ouvindo esse cara falar e eu pensei imediatamente: isso é muito real. Pessoas, ao meu ver, não trabalham pelo dinheiro apenas o resto da vida, seria absolutamente torturante fazer um trabalho burocrático sem significado ou empenhar grandes esforços em atividades que não causem impacto.

Isso me lembrou algo que aconteceu comigo algumas vezes no processo de análise de empresas. Diversas vezes eu dediquei dias e noites a dentro fazendo grandes, lógicos e até bonitos modelos de análise de empresas para não apenas entender se uma companhia vale o preço pelo qual ela é negociada, mas para entender como a companhia, o mercado, os concorrentes e tudo mais está relacionado. O trabalho era sem dúvida muito legal e o processo de criação e estruturação do problema, recompensador. Contudo, muitas vezes via que não encontrava com estes modelos oportunidades de investimento e, após uma apresentação básica, todo o esforço daquela análise era colocado de lado.

Eu entendo o motivo disso, porém não gera engajamento. Guardadas as devidas proporções, é como um engenheiro pensar e articular toda a construção de uma ponte e, quando ela fica pronta e nenhum passa por cima, ela é desmanchada. É simplesmente frustrante.

Eu poderia pensar mil maneiras de dar significado a esse tipo de trabalho, mas a que eu mais gostei foi a criação desse blog em que eu posso compartilhar o conhecimento adquirido no processo e dar a oportunidade para que pessoas aprimorem meu trabalho e não precisem começar do zero. É um processo de co-criação, mesmo que não conheça quem está do outro lado da tela. É a minha forma de dar significado ao meu trabalho que de outro modo seria posto de lado. E você, como dá significado ao seu trabalho?

ExibirMinimizar
aci baixe o app