O que podemos aprender com o circo sobre gestão de marketing?

Chico Buarque certa vez disse "no palco, na praça, no circo, num banco de jardim, correndo no escuro, pichado no muro... Você vai saber de mim."

O circo em qualquer cidade que chega gera expectativa, encantamento e efervescência, principalmente na criançada – que é o seu público foco. E os adultos? Estes, também se rendem com a magia do espetáculo.

Se pararmos para analisar, o circo é um excelente modelo de negócio que, mesmo depois de anos, consegue ainda despertar o interesse e desejo do seu target. Mas, como ele consegue isso? Separei algumas características peculiares para analisarmos juntos.

O circo é múltiplo: ele consegue reunir diferentes apresentações, agradando a todos os presentes. O espetáculo reúne uma pitada de perigo, adrenalina, surpresa, alegria.

Magia: a fórmula é a mesma, mas diante de um mundo com excesso de informação e escassez de atenção, o circo consegue levar fascínio e sedução a vidas das pessoas, atraindo e retendo a concentração da plateia.

Tempo: o consumidor hoje é inquieto por natureza. É preciso medir o tempo exato – ou seja, cada apresentação tem a cronometragem suficiente para encantar sem entediar.

Especialistas: o resultado do circo depende intimamente do seu quadro de colaboradores – que são especialistas naquilo que fazem. Palhaços, mágicos, domador, motoqueiro fantasma, malabaristas. Todos tem espaço para demonstrar o seu talento, o que na gestão de pessoas chamamos de competências e habilidades.

Os especialistas são também multifacetado: fora do picadeiro os artistas ainda possuem outras atividades e isso permite um maior conhecimento do negócio. É importante que conheçam tanto da administração do circo quanto dos aspectos artísticos.

Podemos citar outros inúmeros aspectos que permitem ao negócio circo sobreviver a tanto tempo no mercado: treino, trabalho em equipe, disciplina, foco. Mas, gostaria de encerrar com uma outra característica que é sine quan non em nosso tempo: a efemeridade.

O circo é transitório, tem pouca duração em cada cidade por onde passa, e é justamente essa brevidade que dá o gostinho de quero mais no público, já criando uma certa expectativa para a próxima chegada naquela cidade.

Analise esses pontos e reflita como os nossos produtos e serviços podem se tornar mais misteriosos, mágicos e excitantes em um mundo com escassez de atenção.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento