O QUE FAZER EM TEMPOS DE CRISE

marcelo.vasconcellos@hotmail.com Quando a economia está em crise, todas as empresas também estão. Isso, definitivamente, não é verdade. Os investidores internacionais sumiram,a industria reduziu drasticamente sua atividade, o comércio parou, a inadimplência cresceu. Mas, em algumas empresas as coisas vão de vento em popa. As fábricas de lenços estão vendendo como nunca, as empresas de cobrança não estão dando contas de tantos clientes para tender, industrias descobriram o mercado externo e estão exportando como nunca imaginaram, as consultorias precisaram aumentar os honorários para regularizar a demanda por serviços, etc. Você vai me dizer que sua empresa não se enquadra em nenhuma destas atividades. Tudo bem, pois o que deve ser entendido é que na hora da crise é preciso pensar diferente, ser criativo. Muitos já falaram isso, mesmo assim não custa agente relembrar. Sua empresa nasceu e cresceu do nada. No princípio era apenas uma idéia, um sonho, uma visão. Seu empenho, seu preparo profissional e sobretudo a sua criatividade o trouxeram até aqui. Lembre-se das dificuldades que passou nos primeiros meses, os clientes não lhe davam atenção, não compravam,suas reservas se reduziam e algumas vezes você ficava em pânico. O que você fez? Insistiu. Redobrou as forças. Arranjou mais capital, investiu dinheiro, dedicou seu tempo e...eureka! Sua empresa cresceu. A reação natural do empresário em tempos de crise tem sido parar. Simplesmente não investir nada, não comprar nada. O resultado vem sendo sempre proporcional: quem não compra, não temo que vender. Não pense que por isso deva sair por aí, atrás de seus fornecedores, comprando alucinadamente. Longe disso. A crise exige cautela. Exige melhores critérios na escolha de produtos e fornecedores, inclusive de serviços. É isso que seu cliente vai fazer. Ele continuará entrando no seu comércio, visitando a sua indústria, ligando para sua empresa, mas vai exigir muito mais. Vai querer os produtos de sempre, agora mais baratos, com maior prazo de garantia, com assistência técnica por mais tempo, com entrega programada em sua casa ou empresa. Vai exigir excelente atendimento do seu pessoal de vendas, que suas linhas telefônicas não estejam ocupadas, que os prazos sejam cumpridos. Vai procurar por produtos novos que atendam às suas novas necessidades. Mas, não se iluda, se você tiver aquilo que ele está procurando, ele vai comprar. Pense um instante. Porque que quando a economia se retrai em 20 ou até 30% sua empresa precisa parar, ou seja, reduzir suas atividades em 100%? Simples, por que você parou. Pense em seu negócio. Descubra novas formas de uso do seu produto, comunique-se mais com seu cliente, convide-o para vir a sua loja, anuncie no jornal que ele lê, agregue mais valor aos produtos ou serviços que está vendendo, tenha sempre novidades, novos produtos, novos formatos, novos tamanhos, novas embalagens,inove, surpreenda-o com uma vantagem extra depois do negócio fechado. Atenda mais o telefone, converse com novos fornecedores, invente, seja criativo, contrate bons profissionais. Seja de novo aquele empreendedor que, do nada, fez nascer sua empresa.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.