O protagonista é você - Através dos dados e das redes

As oportunidades do momento atual para inovação e geração de valor junto aos clientes

O momento atual é um dos mais ricos ou talvez, o mais rico da história no que diz respeito a criação de tecnologia.

Em perspectiva histórica, Henry Ford para se tornar protagonista da revolução industrial, precisou de recursos como capital, máquinas e outros para deixar sua marca na história. Hoje, com muito menos recursos, ficam abertas muitas possibilidades a qualquer um com acesso ( de baixo custo ) a recursos tecnológicos, criar e deixar sua marca. Redes sociais e redes de troca de informações as quais nos conectamos o tempo todo, deixam em nossas mãos um conjunto de informações extremamente rico. Na área de TI, hubs como o GitHub, Stack Overflow e outros trazem a nós a possibilidade de interagir como profissionais do mundo inteiro de forma extremamente ágil para compartilhar códigos e informações. Para adquirir um livro, o "Buy in one click" da Amazon nos deixa a um click ( e alguns Dólares ) de qualquer livro necessário a absorção do conhecimento que estejamos buscando e da mesma forma, portais de treinamento como o Udemy, Eggheads, Coursera e outros, deixam acessível todo o conhecimento que necessitamos a custos acessíveis ou mesmo sem custos.

Empresas como o Uber e o AirBnb são os exemplos mais impressionantes destas possibilidades. Há uns poucos anos atrás quem poderia imaginar que um modelo de negócios como o do Uber valeria mais que uma empresa como a Petrobrás ? E isto está só começando. Muitos novos modelos de negócios disruptivos vem por aí com a "Internet das coisas".

O volume de dados sendo gerados é extremo e com a "Internet das coisas", vai aumentar muito mais. Para analisar estes dados e transformá-los em ações empresariais, temos infinitas possibilidades através de ferramentas gratuitas como o R e do CRAN ( Comprehensive R Archive Network ) com milhares de pacotes analíticos para as mais variadas necessidades que são resultado da colaboração de profissionais e universidades de todo o mundo. A IBM se posiciona disponibilizando funcionalidades do Watson, seu engine de computação cognitiva ao público em geral a preços viáveis a qualquer empresa.

No YouTube, cada um pode ter seu palco e suas estrelas vão aparecendo. Gente que com uma câmera na mão e talento na cabeça, atrai milhões para seus canais e faz deles sua profissão sem depender da mídia tradicional.

O desafio que fica é : como transformar estas possibilidades em resultados para sua empresa e seus clientes ? O case da oficina localizada em Minas Gerais que multiplicou sua base de clientes com vídeos caseiros no YouTube mostrando como são feitos os reparos é um exemplo ao alcance de qualquer um quando se trata de criar canais diferenciados de comunicação com clientes.

Cada vez mais, as ferramentas de gestão tradicionais, devem incorporar elementos de análise de dados para entender melhor o comportamento de seus clientes e suas necessidades. Ações de marketing tradicionais, devem se pautar em estudos para definir perfis de clientes de forma a que as ações de vendas sejam tanto quanto possível inteligentes para cativar seus clientes e não serem descartadas como lixo invasivo.

Buscar o "efeito aspirina" ou seja, "onde está e como posso resolver a dor de cabeça dos meus clientes ?". Como podemos nos antecipar a suas demandas com base em seu histórico de operações com nossa empresa ? Surpreender ao invés de trabalharmos da forma tradicional com respostas passivas as demandas dos clientes.

Para isto, cada vez mais, os profissionais da área de tecnologia, marketing e vendas em geral, devem assumir o papel de protagonistas através da busca de ações que se diferenciem pela proatividade. As ferramentas de gestão tradicionais vão ficando no passado e cada vez mais, se torna fundamental usar as informações do passado ( via ERPs ) juntamente com as das redes sociais, como combustíveis para tecnologias de análise preditiva de forma a usar todo este conjunto de informações para se antecipar as necessidades de seus clientes e surpreendê-los positivamente. Usar o smartphone dos clientes como um canal avançado de comunicação, prestação de serviços e captação de necessidades que podemos atender.

O momento é extremanente favorável para profissionais e empresas, pensarem diferente, ousar. As possibilidades são muitas e o momento difícil da economia brasileira exige que as empresas revejam seus processos de captar e manter seus clientes. Cabe a cada um de nós se habilitar com conhecimento e ações, abrindo espaço dentro da rotina para pensar no novo, pensar diferente e transformar estas possibilidades em fontes de geração de melhores e novos serviços para nossos clientes e consequentemente novos negócios para nossas empresas.

Publicado originalmente na plataforma Pulse, do LinkedIn

ExibirMinimizar
aci baixe o app