O processo de S&OP (Sales and Operation Planning)

No mercado hoje, dificilmente uma empresa que grande porte, ignora um planejamento integrado de seus setores, isto por que além de trazer retorno financeiro imediato, as boas praticas dão nesse processo, dão uma visão clara a alta gestão, dos principais impactos e quais investimentos deverão ser priorizados para uma rápida ação a algum possível risco que possa vir a ocorrer

Prezados, primeiramente boa noite.

É a primeira vez que estou escrevendo algo aqui no administradores.com, e confesso que estou com um certo frio na barriga, mas também estou sentindo uma expectativa que nesse caso está sendo muito positiva, pois vou falar sobre um dos processos que mais me atrai nas empresas, e que sinceramente eu me sinto confortavel para escrever, debater e conseguir agregar algo, que é o processo de S&OP (Sales and Operation Planning), ou simplesmente Planejamento de Vendas e Operações.

Bom, atualmente qual a empresa de grande porte que não sonha, ou pelo menos não tenta prever o futuro de forma mais assertiva possível ? Isso se deve ao posicionamento estratégico (aonde estamos e aonde queremos estar) que a mesma busca, seja perante aos seus concorrentes, seja perante aos seus fornecedores, seja para diminuir custos de produção, de transporte e etc. o fato é que se busca sempre um posicionamento dentro do mercado de forma estratégica, porém para que isso ocorra de forma eficiente, a empresa/industria tem que organizar a casa internamente também, ou seja, tratar os seus processos.

Um desses processos é exatamente o tema do artigo, que é o S&OP. Cada empresa tem a sua particularidade, então existe o conceito geral (que acaba sendo genérico), porém cada empresa/industria acaba definindo e desenhando o seu proprio processo, aonde alguns são mais complexos, e outros são mais simples, mas no geral todos são benéficos para as empresas, pois buscam aumentar a integração entre os setores, dividindo as decisões, aumentando a agilidade no lançamento (ou declinio) de novos produtos, aumentando a acuracidade nas previsões apresentadas, diminuindo a ociosidade de ativos de produção, reduzindo custos de compra de insumos, redução no custo de mão de obra e etc.

Como falei, hoje não existe uma forma correta de se aplicar o processo de S&OP, então vou entrar um pouco mais no detalhe do processo no qual eu participei e vejo como um processo relativamente simples e funcional. Nesse caso o processo foi dividido em duas partes, uma mais operacional, cujo os impactos e suas respectivas decisões ocorriam mais a curto prazo, que chamamos de S&OE (Sales and Operation Execution) e a própria S&OP que visava mais planos a médio e longo prazo, com um forum mais estratégico, cujo o objetivo era mensurar os planos feitos e seus resultados, corrigindo quaisquer desvios que o mesmo possa ter causado.

Para ambos os processos, é imprescindível a participação das áreas chaves do negócio (financeiro, marketing, comercial, produção, supply chain e compras), pois tanto na S&OP, quanto na S&OE iriam sair ações cujo teriam custos, teriam impacto em mão de obra, impacto na força de vendas, em exposição do produto no mercado, disponibilidade do ativo de produção e assim por diante, ou seja, não adianta por exemplo a área comercial falar que vai aumentar em 10% as suas vendas devido a uma promoção que o marketing irá lançar, sem antes consultar se existe matéria prima para fabricação do produto, ou analisar se essas vendas irão ou não prejudicar a produção de algum outro produto que seja mais rentável para a empresa, e assim por diante, então está literalmente tudo interligado, e a principal vantagem é que em alguma projeção, em algum plano, alguma manutenção preventiva, alguma indisponibilidade de algum fornecedor, estarão todos com o mesmo posicionamento, e a decisão será tomada em conjunto, minimizando possíveis surpresas ou até mesmo falta de alinhamento entre as áreas, inviabilizando algum processo especifico de algum setor, devido a falta de conhecimento das áreas que estão interligadas diretamente a ela.

Então basicamente o S&OP / S&OE, utiliza informações de previsão de demanda, que serão transformadas em planejamento de operações (supply), serão desenhados seus respectivos cenários, com suas respectivas variaveis, para se chegar a uma decisão final, envolvendo todas as áreas estratégicas da empresa/industria, otimizando maquinário, impulsionando os planos de marketing e vendas, reduzindo custos com mão de obra e logístico, aproveitando melhor o seu espaço e valor em estoque.

Para finalizar, o processo de S&OP, na minha visão é importantíssimo para qualquer empresa, porém para alcançar a maturidade nesse processo, a empresa (alta gestão) tem que comprar o processo junto ao corpo estratégico, pois com os afazeres do dia a dia, muitos o enxergam como mais um dever a se cumprir, porém de baixa prioridade, o que prejudica não só as análises, estudos e cenários montados, mas como também os indicadores da empresa. Estima se, que o período de maturação desse processo leva em média um ano e meio a até três anos, com reuniões a cada 15 ou 20 dias, estudos simples, com simples comparações de números e ajustes pontuais, com o decorrer do tempo, os planos ficam mais assertivos, os estudos mais completos, e o processo ganha uma grande força dentro empresa, mostrando assim o seu valor.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento