Café com ADM
#

O Poder dos Relacionamentos

O celebre filosofo Aristóteles já pregava que Qualquer um pode zangar-se. Isso é fácil. Mas zangar-se com a pessoa certa, na medida certa, na hora certa, pelo motivo certo, e da maneira certa Não e fácil. Cada um de nós possui um grande poder. Poder esse que muitas vezes utilizamos de maneira equivocada e errônea. Poder esse que se usado de maneira correta, só agrega valor a nós e a todos em nossa volta. Esse poder se chama poder dos relacionamentos, algo que todos possuímos, mas poucos utilizam a seu favor. É importante compreendermos que ninguém vive isolado. O ser humano precisa estar em contato com seu semelhante. Por conta dessa necessidade de estabelecer relacionamentos é que temos que interagir uns com os outros, isto se dá na família, na escola, no bairro e em nosso local de trabalho. Cada indivíduo com suas atribuições, responsabilidades e tarefas, participando e colaborando uns com outros para o bem comum. Nenhum de nós nasce com habilidades naturais para o relacionamento humano. E, no entanto agimos tão seguros de que sabemos fazê-lo de forma correta que arrogantemente, quase nunca consideramos que precisamos aprender, aperfeiçoar estas nossas habilidades. Quase nunca consideramos que nós podemos estar errados quando discutimos, quando tentamos convencer alguém de nossa idéia, ou que simplesmente podermos estar tentando fazê-lo de forma inapropriada. Se tivermos ambições de evoluir na nossa vida os bons relacionamentos são decisivos. A maneira como as pessoas se relacionam pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso. Melhorar os relacionamentos, tornam a vida bem mais leve e agradável. A maneira como as pessoas se relacionam é um grande diferencial nos dias atuais. Mas para que esses relacionamentos sejam satisfatórios um fator determinante é o comportamento, ou seja, o modo de agir diante de uma determinada situação. É importante salientar que comportamento gera comportamento e que cada um de nós pode escolher o comportamento, utilizando-o para facilitar ou dificultar os relacionamentos diários. A melhoria das relações diárias depende fundamentalmente de nossas atitudes em relação aos outros. Talvez você não consiga, nem precise, dar um abraço em uma pessoa, mas a forma como fala e olha já faz uma grande diferença. Palavras mágicas por favor e obrigado também são muito poderosas, e geralmente demolem barreiras e constroem monumentos. Outras atitudes também são fundamentais e devem ser observadas. Quando puder fazer um elogio sincero, faça-o. O mais profundo princípio da natureza humana é a ânsia de ser apreciado. Eu, você e todos a nossa volta, temos sede de reconhecimentos, sede em nos sentir importante. Outro aspecto fundamental é quando sorrimos para alguém. Um sorriso não custa nada, mas faz muito. Enriquece aqueles que o recebem, sem empobrecer aqueles que dão, é como se estivéssemos dizendo você é bem vindo, você é aceito aqui. A grande verdade é que escolhemos a pessoa que desejamos ser. Todos os dias decidimos se continuamos do jeito que somos ou mudamos. A grande glória do ser humano é poder participar de sua autocriação. Muitos costumam se desculpar dizendo que são dessa forma devido à influência genética, psicológica, social ou cultural. Mas essa influência não é inevitável nem imutável. Na verdade, o ser humano é livre para superar qualquer influência. Basta encontrar o caminho e decidir mudar. Perguntado sobre como era criar uma obra de arte, Michelangelo respondeu: Dentro da pedra já existe uma obra de arte. Eu apenas tiro o excesso de mármore! Dentro de você já existe uma linda obra de arte, a mais bela do universo. Seu grande desafio é retirar o excesso e completá-la. Anderson Rocha é Professor e Palestrante.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.