O mundo mudando o mundo: o começo de tudo.

Há 26 séculos, surgiu uma ciência que, ao longo de sua história, formulou temas, disciplinas e alicerce para um sem número de investigações que possibilitaram ao homem chegar aos níveis e condições de conhecimento dos dias atuais.

Há 26 séculos, surgiu uma ciência que, ao longo de sua história, formulou temas, disciplinas e alicerce para um sem número de investigações que possibilitaram ao homem chegar aos níveis e condições de conhecimento dos dias atuais.

Graças a esta ciência, o mundo se transformou, permitindo chegar às evoluções constantes sobre si mesmo. As questões científicas, bases do conhecimento, foram se transformando e sendo transformadas ao longo do tempo, principalmente nos aspectos práticos, assumindo, nos dias de hoje, caráter excessivamente instantâneo em suas utilizações e generalizando o conhecimento.


E ai está um grande problema. O mundo, agora, está mudando de outra forma...E esquecendo que o grande causador da mudança foi exatamente a capacidade de questionar.

A retirada da disciplina de filosofia, tida como absolutamente importante ao desenvolvimento científico, das bases escolares provocou uma lacuna na forma de aprender e pensar, o que prejudica sensivelmente não apenas a sociedade, mas toda uma nação decorrente. Excetuando-se alguns cursos superiores, a filosofia ainda é ensinada como uma forma de história, mas esse engano só é percebido muito mais tarde. É notório o espaço deixado pelo aprendizado incompleto, principalmente na hora de decidir. E muitas vezes, quando vejo um jovem executivo perdido entre números e dados e expectativas, percebo a falta que a estruturação do pensamento filosófico traz.

É muito comum, por mais moderno que seja o problema que a forma de pensar e questionar se faça presente. Mas, não há tempo e ficar filosofando, é coisa que não é possível. Exatamente pela desculpa do tempo faltoso. E o resultado são pessoas aflitas querendo encontrar a resposta, mas que se esquecem ou, em muitos casos, não sabem formular a pergunta.

Pois perdem exatamente o princípio básico da ciência que é a formulação da pergunta. Somente a partir desta é que podemos encontra uma alternativa de resposta.

Definitiva? Talvez. Mas somente a continuidade do questionamento poderá levar à perfeição.

Hoje, de uma forma geral, o homem ressente a falta de conhecimento em filosofia. É um faltar qualquer coisa para entender o mundo e suas proposições. E isso se transfere, reflete e transforma o mundo dos negócios e a vida em geral.

É mais fácil transferir o problema, para amanhã ou para outra pessoa.

É mais fácil usar a primeira alternativa que encontrar como a solução do que pensar em uma segunda.

É mais fácil repetir do que inovar.

É mais fácil, mais cômodo, mas nunca a ideal.

A filosofia é muito mais do que ficar pensando questões insolúveis. Ela deve ser usada de forma absolutamente prática para ajudar ao homem a aprimorar sua vida, seja em que âmbito for.

A filosofia é capaz de permitir ao homem desvendar seu maior mistério: conhecer a si mesmo. É capaz até de, socraticamente, dizer o quanto sabe acerca de algum assunto. E com isso buscar o verdadeiro conhecimento para encontrar a melhor resposta.

É o conhecimento em filosofia e o aumento da capacidade de questionar e buscar as respostas que transforma o homem. Mudando a sua condição de prisioneiro da caverna que vive, para a de liberto, deslumbrado e incrédulo com as suas potencialidades.

E tudo começa com um simples: Por que?

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.