O marketing em minha cidade

Artigo escrito visando a realidade da cidade de Caçador em Santa Catarina, mas que talvez sirva para a sua cidade também

Dia normal de vida, levanto neste frio normal de Caçador-SC, calço meus tênis, visto uma segunda blusa e entro no carro para levar minha filha para na escola. Ligo o rádio e boom:

ATENÇÃO! ATENÇÃO! Neste inverno você não pode deixar de passar na P…….aqui tem tudo o que você sempre quis!” E eu pensando: “Como podem saber o que eu quero sem nunca terem me perguntado?”

Uma música animada ao fundo divida espaço com a conhecida voz que anuncia as promoções da loja em questão. Ele fala alto e cheio de empolgação e a propaganda se parece com qualquer outra que eles já tenham divulgado na rádio. Mais do mesmo.

Eu continuo escutando e, na sequencia, uma campanha de uma empresa de estofados com um nome meio tosco anunciava algo realmente estranho, era algo tipo:
Fundada em ‘bla bla bla’ a empresa tem a qualidade e foco no cliente, venha conhecer nossa empresa e bla bla bla” .

Durante os aproximados 15 minutos que levo para ir até a escola e depois até a academia de musculação, não ouço nenhuma propaganda que seja atraente, que cause em mim a mesma empolgação comprada do locutor. Eu penso: “É, está difícil ser interessante fazendo publicidade pra rádio.” para logo olhar pela janela e ver um outdoor totalmente ridículo. Eram tantas frases, tantas cores e fontes que quase entrei em depressão…uma lágrima correu pelo canto do meu olho esquerdo.

Então, em uma padaria, eu pego algo parecido com um jornal. Tinha aparência de Jornal, diagramação de jornal, nome estranho mas que caberia em um jornal…mas era apenas mais uma tentativa de gerar receita com conteúdo bobo, raso e sem nenhuma preocupação com a seriedade…deixei de LADO.

O que está acontecendo afinal?

Primeiro, é importante deixar claro que a maioria dos empreendedores e gestores de empresas ainda não entenderam: MARKETING NÃO É PUBLICIDADE. Embora o marketing possa dar o embasamento para a propaganda e a publicidade, a publicidade e a propaganda nunca serão tão importantes quanto o marketing.

Marketing começa muito antes de você ter um produto e continua indo além do momento da venda. Marketing é um fundamento que tem por objetivo definir mercados, descobrir necessidades não atendidas, criar soluções em diversos aspectos da empresa e, principalmente, atrair a inovação para a cultura da empresa. (Kotler disse isso, ou quase isso, em algum livro).

Enquanto a propaganda e a publicidade estão focadas no processo de venda (antes, durante e depois) o marketing sugere atenção em cada aspecto da empresa, dos serviços, das ações e, também, das vendas. Marketing também é atender os clientes e conhecer quem são. Só depois de entender seu público é possível ser efetivo no uso da propaganda como forma de ofertar aquilo que você tem. Em outras palavras, primeiro você precisa entender para depois atender.
Enquanto o marketing cria, molda e define a mensagem, a propaganda divulga a mensagem. Entendeu? Ok, agora vem a real pergunta:

Qual a mensagem que sua empresa está passando?
Mais importante ainda, como você definiu esta mensagem? Como definiu ela e os canais pelos quais ela chegaria até seu público-alvo? Quem diabos disse pra você que imprimir tinta em algumas folhas ou usar o histórico de sua empresa como texto para anúncio da rádio, transforma você em “marketeiro” ou publicitário?
E fica pior…cartazes feitos a mão por pessoas que nem sabem a importância de uma boa tipografia (e até da caligrafia), que tentam economizar no investimento do marketing e na divulgação e, quando avaliam o resultado, reclamam do mercado, dos clientes, do governo e de tudo mais, menos de si mesmo e de sua ingerência.
Caçador tem empresas boas que se preocupam com marketing, que contratam agências especializadas seja para criar campanhas off ou on, e que sabem o quanto isso é importante. Mas, basta andar pelo centro da nossa cidade para ver que este grupo não é a maioria.
O problema é que todo mundo acha que sabe sobre marketing. Dias destes li um post no Facebook onde um personal trainer acusava “profissionais” que atrapalhavam o sucesso do negócio dele, oferecendo serviços sem qualidade, sem conhecimento e sem especialização na área. Ele, corretamente, questionava o resultado dos trabalhos ofertados por estas pessoas que faziam algo sem conhecer, sem estudar e sem entender o que estavam oferecendo. Para meu espanto, este mesmo personal trainer, que é formado em Educação Física, fez seu próprio logo tipo, criou suas divulgações em outdoor e nas redes sociais. Você percebe a incoerência?
Marketing não é algo para se fazer com o que sobra, sem planejamento e sem profissionais. Empresas que fazem isso estão sentindo de uma forma muito mais forte a crise. E isso é um dos lados bons da crise, quando ela vem, nossas falhas ficam mais evidentes. Qualquer empresa pode ganhar o seu, sem muito esforço, sem técnicas e sem base ou planejamento quando a economia está aquecida e há muito dinheiro no mercado. Mas apenas empresas inteligentes conseguem crescer na crise, afinal a crise vem e mostra quem é quem.
Se sua empresa continua anunciando, seja no canal que for, sem planejamento, sem mensuração de resultado e sem saber o que fazer após convencer o cliente a ir até sua loja, então, lamento lhe informar, mas você está jogando seu dinheiro fora, independente do resultado alcançado.
Uma empresa que pretende manter o sucesso e o crescimento mesmo em tempos de crise, precisa:
  • Entender a diferença entre marketing e publicidade;
  • Conhecer seus clientes de verdade;
  • Criar campanhas de divulgação com base neste conhecimento;
  • Planejar cada fase de uma campanha;
Você não acha estranho que uma empresa tenha um profissional de contabilidade, mas ignore a necessidade de um profissional de marketing? É estranho e arriscado. Em tempos como os que vivemos, uma empresa que ignora a importância do marketing está determinada a gastar mais do que precisa. Sim é caro contratar alguém ótimo para auxiliar sua empresa, mas acredite, é muito mais caro ficar sem.
ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento