Café com ADM
#

O líder como gestor de pessoas

O LÍDER COMO GESTOR DE PESSOAS O líder antes de tudo é um gestor de pessoas precisa agir de acordo com seu discurso, uma vez que ele deve servir de exemplo para as pessoas que o seguem. O líder deve se dedicar atenção aquilo que considera importante e mostrar para todas as pessoas que ele vive seus valores. Quando qualquer profissional executor de atividades técnicas passa a assumir um papel de liderança, a equipe espera que eles tenham objetivos claros e estratégias adequadas para conduzir as ações em direção aos resultados organizacionais. Entretanto, é importante ressaltar que a condução das ações passa primeiro pela condução das pessoas em detrimento de seus objetivos pessoais. Cada pessoa é um ser humano único, sistêmico, com personalidade, características, habilidades, atitudes e conhecimentos diferentes uns dos outros. Por isso, é preciso conhecer as ferramentas de Gestão de Pessoas que poderão auxiliar na tomada de decisões em relação ao aproveitamento e valorização dos talentos que integram as equipes de trabalho. O estilo autocrático que já não é mais eficaz na maioria dos casos, esta desaparecendo rapidamente. Os líderes que tentam administrar pessoas utilizando esse estilo são vistos como dinossauros, tentando sobreviver em um contexto de novas realidades ambientais. É um estilo que simplesmente não produz resultados consistentes de longo prazo e a maioria da força de trabalho não mais o aceitará. (WILSON, Jeannem. A liderança Zapp!, 1995). Dentro das organizações, os líderes devem ensinar a seus colaboradores que eles podem ganhar e que nunca devem começar o seu dia de trabalho com vontade de perder. Existem inúmeras maneiras de reconhecimento individual ou em grupo. Pessoas que não falam a verdade ou que usam palavras com outros interesses logo são descobertas. As pessoas com interesses verdadeiros, honestos tendem a levar a equipe adiante. Ambientes em constante mudança exigem líderes que decidam e que tenham percepção para captar os movimentos da economia, da equipe, dos concorrentes, dos clientes e dos consumidores. É por isso que a gestão de pessoas tem um papel todo especial, principalmente na administração da diversidade. (Roberto Shinyashiki, revista VOCÊ outubro de 2004 Pág. 50). A principal ferramenta da Gestão de Pessoas é o aprendizado contínuo, que direciona o líder para o aprendizado organizacional, ou seja, é preciso que ele desenvolva a capacidade de promover educação/desenvolvimento com serviço de alta qualidade e dar abertura para a transmissão de informações, tanto no ambiente interno quanto no ambiente externo, de maneira a permitir a participação dos colaboradores na tomada de decisões, atuando como educador, negociador, incentivador e coordenador.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.