O jeito Osório de liderar

Ambientes organizacionais cada vez mais profissionalizados precisam de líderes visionários e inspiradores. Confira o que o mundo do futebol pode nos ensinar quanto a isso

Quem acompanha o mundo da bola tem ouvido falar bastante de Juan Carlos Osório, o novo técnico do São Paulo FC. O colombiano assumiu o cargo há poucas semanas, mas o suficiente para mostrar que seu jeito de liderar traz atributos como humildade, muito estudo, exigência e instruções claras ‘na manga’.

Mas, o que isso tem a ver com o meio corporativo? Com o ambiente organizacional? Muito mais do que se imagina, certamente!

Para mostrar as melhores características que um dirigente como ele possui, apresento abaixo atitudes e condutas que podem auxiliar líderes de qualquer segmento a trilharem melhor esse caminho.

Humildade
O técnico adota uma postura de proximidade total de seu time, senta à mesa com os jogadores durante as refeições e conversa de igual para igual. Para ele, não há esta de que distância é sinônimo de imposição de respeito, muito pelo contrário, ele busca ser respeitado no dia a dia.

Dedicação
Dedicado, Osório conversa bastante com a equipe técnica e jogadores, além disso tem estudado massivamente os detalhes do time, cada um dos atletas, acompanha ativamente o cotidiano de trabalho e tem intensificado os estudos da língua portuguesa para superar as diferenças linguísticas o quanto antes, estilo que tem agradado a todos do clube.

Didática
Além de manter uma rotina acirrada de dedicação aos estudos que inclui análise meticulosa dos adversários, o treinador passa instruções bastante claras de como o time deve atuar em campo de acordo com cada oponente, dando ótimas palestras nas preleções. Didático, explica passo a passo como deve ser a atuação em campo e o papel que cada um deve desempenhar.

Exigência
Metódico e exigente, com ele não tem como ‘dar um jeitinho’ ou ‘dar um miguézinho’, ele se posiciona de modo próximo e receptivo, mas exige profissionalismo, postura e entrega total dos atletas que dirige e assistentes.

Organização
Uma de suas marcas mais curiosas, sem dúvidas, é o caderno, que sempre o acompanha nos jogos, onde anota os pontos positivos e negativos da equipe, com canetas azul e outra vermelha, respectivamente. Também é frequentemente visto entregando bilhetes para mostrar aos jogadores, durante a partida, mudanças e correções táticas que precisam ser adotadas. Qualquer semelhança com o ato de dar feedback no ambiente organizacional não é mera coincidência.

Conhecimento
Osorio possui o perfil de estudioso do futebol. Seu currículo inclui graduação em gestão técnica na Holanda e pós em ciências do futebol na Universidade de Liverpool, além da licença "A" para treinadores da UEFA, importante credencial do meio.

Enfim, além de mostrar habilidades técnicas, resultados positivos e pleno domínio de suas funções, um líder como Juan Carlos Osório precisa manter seu perfil de repassar seus ensinamentos por meio de atitudes e exemplos positivos, manter-se atualizado e arriscar-se. Garantias de que dará certo não há, mas certamente ele terá plantado a semente da inspiração.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento