O hábito da procrastinação

Sabe quando você faz uma tarefa, mas depois pensa que poderia ter feito bem melhor se não tivesse enrolado e deixado para última hora? Sabe aqueles 5 minutinhos no Facebook que quando você percebe já passou 1 hora? E aquela conta, que você deixou de pagar na data certa e agora paga juros todo mês? Pois bem, essa é a famosa procrastinação

Sabe quando você faz uma tarefa, mas depois pensa que poderia ter feito bem melhor se não tivesse enrolado e deixado para última hora? Sabe aqueles 5 minutinhos no Facebook que quando você percebe já passou 1 hora? E aquela conta, que você deixou de pagar na data certa e agora paga juros todo mês? Pois bem, essa é a famosa procrastinação. Quando adiamos tudo que temos que fazer para o último momento que der, estamos procrastinando. Quando não nos organizamos para algo e acaba resultando em falta de perfeição, estamos procrastinando. Quando prometemos começar aquela dieta toda segunda-feira e quando chega o dia pensamos “eu juro que começo na semana que vem”, isto é procrastinação! E ela pode gerar vários sentimentos negativos, como frustração, desapontamento, tristeza, estresse, entre outros. Além disso, quando o prazo chega e não dá mais para adiar as coisas, podemos nos sentir sufocados com o tanto que deixamos para depois.

De acordo com o vídeo do Ted Talks apresentado por Vik Naithy, dono de três empresas com vinte anos de idade, existe uma explicação fisiológica para a procrastinação, que envolve um conflito entre o córtex pré-frontal (parte do cérebro que fala que você deveria estar fazendo a tarefa) e o sistema límbico (parte do cérebro envolvida na procrastinação). Além disso, ele ressalta alguns motivos comuns para o adiamento das tarefas, como não saber por onde começar, falta de motivação para realizar aquela tarefa, medo de falhar, entre outros.

Na sua apresentação, ele também explica que para fugirmos da procrastinação devemos:
– Planejar metas
– Planejar tempo
– Planejar os recursos
– Planejar o processo
– Ter um plano para lidar com as distrações
– Ter um plano para lidar com as possíveis falhas

O Coaching ajuda em cada passo desse planejamento, pois nos faz pensar em cada obstáculo que pode surgir no caminho, cada consequência que existirá se fizermos ou não o que precisamos fazer, e o que acontecerá se fizermos ou não cada tarefa ou compromisso. Com todo este planejamento, as coisas ficam mais fáceis de serem realizadas, mesmo quando surgir uma adversidade, pois haverá mais conhecimento e sabedoria para arregaçar as mangas e terminar o que estávamos fazendo, ou até mesmo iniciar, ao invés de procrastinar.

Assista na íntegra o Ted Talks de Vik Nithy AQUI.

ExibirMinimizar
Digital