O Estímulo e a Motivação

Quando falamos de desempenho profissional nos vem a tona uma lista de qualidades pré - definidas, criatividade, agilidade, competência, eficiência, eficácia, assertividade, proatividade, e muitas outras. No entanto, todas estas características só se consumam e afloram se estiverem emolduradas pela motivação, se não há motivação, a disposição destas características apenas serve como ferramentas para realizar o óbvio, o que é um grande desperdício. O sucesso na realização de um evento, tem influência direta do perfil de quem executa. Se a execução da tarefa é apenas por obrigação, através de ações mecânicas, o resultado é medíocre. Se o evento é realizado por prazer, as possibilidades e alternativas são ampliadas e surpreendentes. Dias atrás eu ouvia uma entrevista de uma atleta de voleibol que vibrava com emoção pela conquista de uma medalha, ela dizia: ...Isso é tudo, não tenho explicação, sinto uma força que vem de dentro como se eu fosse explodir. Parei para pensar no sentido daquela frase tão carregada de emoção e comparei com o sentimento de pessoas a executar uma tarefa. Lembrei de poucas pessoas que realizam seu trabalho de maneira tão apaixonada. A razão é o norte, o guia, a emoção é a força que impulsiona para o próximo passo, para o próximo movimento. A motivação proporciona o equilíbrio entre a razão, a emoção, e o aproveitamento ideal dos esforços para realizar seja lá o que for. A motivação nos coloca inteiros em direção a um objetivo, nos mantém centrados no foco, o resultado não poderia ser outro a não ser o sucesso e a conquista. Costumamos ouvir muitos gestores falar em promover isso ou aquilo para motivar suas equipes, o que eles estão tentando é estimular suas equipes para que elas realizem, vedam, comprem, produzam e transformem. Motivação é outra coisa, vem de dentro pra fora, como se fosse explodir. O estímulo ajuda momentaneamente mais não mantém. A motivação é auto-sustentável e individual, tem como combustível uma meta ou mesmo uma satisfação pessoal. O homem contemporâneo está exposto a influências da modas e do marketing. A quantidade de estímulos externos é imensurável, tornando difícil decisões e escolhas. Só os indivíduos motivados se mantêm firmes, determinados e fiéis a seus objetivos e em busca de seus sonhos. Os gerentes precisam está atentos às características dos componentes de suas equipes, essa percepção é importante para definir os papéis de cada um no grupo. Não há pessoas mais ou menos importantes, é uma questão de característica, de perfil, uns precisam de estímulo, outros têm motivação própria, estes, normalmente têm mais iniciativa, são inquietos e estão sempre buscando novas maneiras de realização. Em linhas gerais, podemos lembrar da atleta cuja força parecia vir de dentro, não havia uma explicação lógica a não ser a conquista e a satisfação trazida pela vitória. O filósofo e matemático Arquimedes ( 287 a C ) disse: "Dê-me uma alavanca e moverei o mundo". Ele se referia à alavanca como um multiplicador da força, podemos dizer também que ele se referia ao estímulo e ao motivo que move o homem em busca da realização de uma meta. O filósofo grego Sócrates (469 a C ), após muitos estudos e pensamentos, imortalizou a frase: Só sei que nada sei. Frase esta, que o manteve motivado a continuar estudando por toda a vida. O homem movido por um estímulo, adquire confiança e realiza o que é possível, o homem motivado, torna realidade um sonho que parecia impossível.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.