O essencial é invisível aos olhos!

As vezes não observamos o que está ao nosso redor, não percebemos que podemos aprender de diversas formas e através de diversos mecanismos, inclusive em um livro aparentemente de conteúdo infantil

Quando o site administradores.com sugeriu a leitura do livro O Pequeno Príncipe, não entendi muito bem, afinal o que uma historia infantil tem para acrescentar? O que tem a ver com a realidade dos empreendedores e/ou gestores? E o final ainda dizia que ao final da leitura chegaria a conclusão de que teria valido mais que muito livro de administração.

Então, qual minha surpresa ao final das 92 deliciosas páginas? Chegar à conclusão de que valeu a pena, valeu cada palavra, cada linha, cada página lida rapidamente num feriado e com este propósito de ser leve, de ser aprendizado, este livro nos traz ilustrações para crianças mas que falam de gente grande, de gente como a gente de que se não tomarmos cuidado, nos tornamos reis sem súdito, empresários que apenas pensam em contar e guardar, ou pior entramos num ciclo sem nem ao menos perceber e sem saber o real motivo.

Este livro me ensinou que somos responsáveis pelo que cativamos, que podemos sim ser sempre crianças que, embora, conhecemos o mundo um dia voltamos pra casa, seja ela onde você acreditar, que devemos aprender com os mais velhos, com os mais jovens, com os animais, com as florestas, que devemos sim contar historias, desenhar e nem sempre procurar entender e dar significado a tudo, que por mais que estejamos ensinando crianças, são os adultos que estamos alfabetizando, que nunca é cedo pra errar e nunca é tarde para apreender, que as pessoas, embora, iguais umas as outras podem sim ser únicas como a rosa do pequeno príncipe e que mesmo longe e distante nos ensina algo. Que podemos ser como quisermos, lobo, raposa, cobra, rosa, rei, empresário, acendedor de lampião ou louco, devemos apenas lembrar que somos o que queremos ser, e mudar quando assim desejar, mas o que nunca podemos ser é vítimas de nós mesmos, ficar lamentando sem nada fazer para mudar, sem perceber que a mudança vem de dentro e começa por nós .. ser vítima, isso sim não podemos ser, nos tornamos fortes com os ''nãos'' que a vida nos apresenta e por mais que seja duro, é o que nos faz amadurecer.

Amar, sorrir, cantar, apreender e compartilhar, isso é viver , isso é essencial e nem sempre é visível aos olhos!

ExibirMinimizar
Digital