O desperdício torna tudo mais caro

Entregue mais e desperdice menos

Você já pensou em como o desperdício torna tudo mais caro?

Um bom exemplo disso é entregar fisicamente um produto que poderia ser entregue digitalmente.

Recentemente precisei renovar a assinatura de um software e ao comprar a licença pela internet percebi que tinha frete e prazo de entrega.

Confesso que fiquei intrigada, afinal eu só precisava da chave do produto para renová-lo antes de seu vencimento.

Vasculhei o site o outros de e-commerce e em todos, a mesma coisa. Como o produto estava para vencer, fiz a compra e aguardei a entrega.

Quando o produto chegou, vi que vinha em uma bela caixa, embalada com plástico e, ao abrir, tinha um berço para acomodar um folheto explicativo, com uma parte picotada e um bolsinho onde estava a chave do produto.

Bem, a única coisa de tudo isso que eu precisava era a chave e, neste processo houve um gasto enorme com embalagem - impressão, papel, tinta e corte especial, além da emissão de carbono para levar o produto do distribuidor para a entregadora e de lá para a minha casa.

Tudo foi descartado e colocado para reciclagem, mas certamente todo o material e a logística estavam embutidos no preço que eu paguei pelo produto.

Entendo que a marca tem seu propósito de ter uma embalagem bem cuidada, sem dúvida. Mas, com tanta tecnologia, será que não poderiam dar ao cliente a opção de escolha?

Eu certamente escolheria a entrega online, sob identificação de segurança, assim como eu já fiz há muito tempo com faturas de banco e cartão de crédito.

Se você vende produtos físicos que podem ser entregues online, repense sua logística, os consumidores e o meio ambiente agradecem.

Veja mais conteúdos como este no Youtube.

Se você está na região de Itú, aproveite a semana de lançamento do Workshop Tire as Pedras do Caminho e faça sua inscrição com 40% OFF.

Grande Abraço,

Eunice Vitiello

Exibir