Café com ADM
#

O CONTEXTO SÓCIO-EDUCACIONAL NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO

O CONTEXTO SÓCIO-EDUCACIONAL NA PERSPECTIVA DA INCLUSÃO CONCEITOS: Deficiência É toda perda ou anormalidade de uma estrutura ou função psicológica, fisiológica, fisiológica ou anatômica. Incapacidade é toda restrição ou falta (devido à deficiência) da capacidade de realizar atividades na forma ou na medida. Impedimento É a situação desvantajosa para um determinado indivíduo, em conseqüência de uma deficiência ou de uma incapacidade que lhe limita ou impede o desempenho de um papel que é normal em seu caso (em função de idade,sexo e fatores sociais e culturais) TIPOS DE DEFICIÊNCIAS Deficiência Cognitiva ou mental Caracteriza-se por registrar pelo funcionamento intelectual significativamente inferior média, e com manifestações antes dos dezoito anos e limitações associadas a duas ou mais ?reas de habilidades adaptativas tais como: comunicação, cuidados pessoais, habilidades sociais, saúde e segurança, desempenho escolar, lazer e trabalho. Deficiência física É uma variedade de condições não sensoriais que afetam o indivíduo em termos de mobilidade, de coordenação motora geral ou da fala, como decorrência de lesões neurológicas, neuromusculares e ortopédicas, ou ainda, de más-formações congênitas ou adquiridas. Deficiência múltipla É a associação, no mesmo indivíduo de duas ou mais deficiências primárias (mental/visual/auditiva/física), com comprometimentos que acarretam atrasos no desenvolvimento global e na adaptativa. Deficiência visual É a redução ou perda total da capacidade de ver com o melhor olho e após a melhor correção ótica. Deficiência Auditiva é a perda total ou parcial, congênita ou adquirida, da capacidade de compreender a fala através do ouvido. Manifesta-se como: Surdez leve ou moderada e Severa ou profunda.. Altas Habilidades (Superdotados) Notável desempenho e elevada potencialidades em qualquer dos seguintes aspectos isolados ou combinados: Capacidade intelectual geral Aptidão acadêmica especifica Pensamento criativo ou produtivo Capacidade de liderança Talento especial para artes Capacidade psicomotora Condutas Típicas Manifestações de comportamento típicas de portadores de Síndromes e quadros psicológicos, neurológicos ou psiquiátricos que ocasionam atrasos no desenvolvimento e prejuízos no relacionamento social, em grau que requeira atendimento educacional especializado. CONSTRUINDO A LINHA DO TEMPO 1) Histórica - O mundo primitivo - Na antiguidade - Idade média - Modernidade 2) Legal a) Legislação Internacional ANO acontecimentos 1970/1980 Período considerado pela ONU como a Década da Reabilitação 1975 Declaração dos direitos das pessoas deficientes pela ONU 1981 Ano Internacional das Pessoas Deficientes - ONU 1983 Elaboração da Convenção 1990 Aprovada a ADA Lei dos Deficientes nos EUA 1992 3 de Dezembro Dia Internacional de Pessoas Portadoras de Deficiência-ONU 1994 Declaração de Salamanca (Espanha) Tratado da Educação Especial 1997 Tratado de Amsterdã inclusão das pessoas deficientes no mercado de trabalho 1999 Convenção Interamericana (Guatemala) para eliminação de toda forma de discriminação contras as pessoas Portadoras de Deficiências 2002 Declaração de Madri Congresso Europeu de Pessoas com Deficiência b) Legislação Nacional para as pessoas portadoras de Necessidades Especiais 1988 Garantia de direitos às pessoas portadoras de deficiência Constituição Federal 1989 Lei 7.853 Definiu direitos, disciplinou a atuação do Ministério Público e criou a CORDE (Coordenadoria das Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais). 1996 Lei 9394 LDB que assegura ensino aos PNE 2000 Lei 10.098 Estabeleceu Normas e critérios para acessibilidade de PNE ou com mobilidade reduzida 2001 Decreto 7.853 Promulga a Convenção Interamericana contra todas as formas de discriminação às pessoas deficientes. CENÁRIO BRASILEIRO 1) nº De Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais 2) Alunos com Necessidades Especiais nas escolas A QUESTÃO DO TRABALHO No mundo do Trabalho, além das deficiências anteriormente descritas, encontramos ainda: Outras Necessidades Especiais: - Analfabetos Dependentes químicos Desempregados Egressos penais Idosos Índios Hemofílicos, diabéticos Obesos mórbidos Pessoas traumatizadas Pessoas com estatura elevada Pessoa com nanismo Hipertensos Homossexuais, lésbicas, travesti. renais crônicos, Busque sempre a construção de novos conceitos e percepções de novos pontos de vista e trabalhe com as experiências. É através do exemplo que se educa verdadeiramente.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.