O Congresso Criativo

O artigo fala sobre as experiências e expectativas abordadas no VII Congresso Mundial de Administração, onde tive a oportunidade de conviver com administradores do mundo inteiro.

Nada melhor para um estudante de administração poder participar de um evento deste porte, a qual foi o VII Congresso Mundial de Administração, realizado nas cidades de Torino, Itália e Genebra na Suíça. Concluo minha graduação em 2012, e mesmo sabendo que ainda faltam alguns meses, sem falar no temível TCC, posso dizer que fecho a graduação com chave de ouro. Poder participar do congresso me levou a uma gama de conhecimentos, práticas, novas culturas, contatos com administradores do Brasil inteiro, representantes de universidades, professores, gestores, enfim, em cada momento e sob a ótica de cada um, minhas abordagens e dúvidas sobre locais, políticas e os mais diversos assuntos, foram colocados em prática. A escolha do nome "O Congresso Criativo", não foi à toa, pois tive uma inspiração muito grande na palestra, de minha parte, a mais aguardada que era de Domênico de Masi. Quem leu o livro "O Ócio Criativo", imagina do que estou falando, e uma das coisas mais fascinantes, é ter a oportunidade de se desenvolver ao longo daquela semana, ao mesmo que o Congresso me trazia muitos conferencistas renomados para a labuta, me desenvolvia o lado "criativo" das coisas. As diversas formas de interação com as pessoas, locais, culturas, formas de pensar diferentes, isso tudo me trouxe à reflexão, e fez tratar o evento como realmente o título do artigo. Ao longo das etapas em Torino e Genebra, conversei com diversas pessoas dos mais variados ramos de trabalho, desde vestuário, até gestores de entidades de ensino, e notei que cada um tem seus respectivos conhecimentos, conceitos sobre determinadas formas de agir, pensar, e abordar certos temas, sendo absorvida muita cultura em meio aos passeios e jantares e não somente durante o Congresso. Esta é uma boa justificativa que penso e comento sempre quando surgem oportunidades de eventos, não devemos pensar somente no lado monetário, claro que precisamos, porém, ao mesmo tempo, devemos sempre saber qual será o público, além das palestras, quem vai estar no hotel? Quais serão minhas oportunidades de convívio durante os intervalos e horas livres? Enfim, precisamos montar um bom planejamento técnico sobre o evento para depois tomar algumas decisões, e este ponto foi primordial.
ExibirMinimizar
Digital