O caminho para 2016

Qual é a sua escolha para o ano em que estamos? Lamentar ou empreender?

Podemos esperar um ano melhor que o ano passado? Depende: se você quiser um ano ruim, é só reafirmar isso no seu cérebro que ele virá, com certeza. Se quiser crescer, há muitas oportunidades por aí. Como dizia Henry Ford: “se você acreditar que pode, você está certo, se acreditar que não pode, você também está certo!”.

É óbvio que não vivemos de crenças, ela “só” é o principio das nossas ações. É ela que vai direcionar as nossas decisões e os nossos passos (sempre que para você chegar / terá que atravessar / a fronteira do pensar – Cidade Negra, Pensamento). O que se fala é o que há? Qual é o seu “instrumento de navegação”?

Segundo dados do jornal Folha de São Paulo, publicado no dia 28 de dezembro de 2015 (http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/12/1723640-entidades-do-comercio-registram-em-2015-o-pior-natal-da-decada.shtml), aquilo que eu vinha alertando aqui nesse espaço no ano passado foi constatado em números: a crise existe, mas é maior na cabeça das pessoas do que na realidade.

O próprio título da reportagem mostra um resultado que o corpo do artigo desmente. O pior ano em uma década foi constatado em determinadas semanas, mas, no compito geral, segundo a própria reportagem, a queda do comércio foi entre 1% e 2%.

Segundo o artigo, a Alshop (Associação Brasileira dos Lojistas de Shopping) registrou queda de 1% nas vendas no mês de dezembro de 2015 em relação ao mesmo período de 2014 (já descontada a inflação do período). A Alobras, Associação de Lojistas do Brás, em São Paulo, registrou queda entre 1% e 2%. Como há queda, sem dúvida, há crise, mas, como os próprios números dizem, ela é muito distante da expectativa ruim.

Além disso, como eu vinha alertando aqui, o comércio subestimou o poder de compra, faltando mercadoria. Infelizmente, quando alguém vai a uma loja e pede um produto e esta não o tem em estoque, o ato não entra nas estatísticas.

Assim, respondendo a pergunta inicial: o ano pode ser ruim, ou bom, depende, num primeiro momento, do que você quiser. Depois, seus atos, sem que perceba, serão direcionados para o resultado pretendido. Você quer que seja bom? O sucesso depende de ações assertivas. Vamos conhecer 4 pilares do sucesso? Nos próximos artigos.

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento