Nossa Matriz Swot de cada dia

Da sala de aula direto para o mercado de trabalho, da teoria para prática... Aprendemos tantas coisas na escola, na faculdade, em cursos, palestras e seminários e, muitas vezes, esquecemos de trazê-las para o nosso dia-a-dia. Em minha primeira experiência como docente (ministrei a disciplina Introdução à Administração, em um curso básico do Cimatec, recentemente) tentei mostrar aos meus alunos a importância de sempre estarmos fazendo essa ponte. Em uma aula sobre planejamento estratégico pedi que eles fizessem um planejamento estratégico pessoal, onde deveriam constar todos os aspectos formais do dito cujo, inclusive a análise pessoal da matriz Swot (Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats) ou, como diria meu querido professor de Marketing I na Faculdade, João Quadros, a famosa matriz FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças). Foi difícil para eles, alunos secundaristas de escolas públicas da região, defini-las, e admito uma tarefa perversa da professora iniciante querer que meninos de, no máximo, 18 anos soubessem definir claramente quais são seus pontos fracos e fortes, e as ameaças e oportunidades oferecidas por esse nosso complicado mundinho. Levei a tarefa para casa e tentei fazer o meu planejamento estratégico pessoal... ufa! Como é difícil nos entendermos, nos compreendermos e, enfim, nos aceitarmos. De qualquer forma, aquela experiência deixou clara para mim a importância de termos esse conhecimento sobre nós e sobre o mundo que nos cerca: saber o que nos torna fortes e o que nos abate, aonde podemos pisar. Agora, é preciso concordar que é muito mais fácil saber que caminho trilhar quando se sabe aonde se quer chegar. E, se queremos chegar a algum lugar precisamos ser precisos em relação as armas que teremos disponíveis, o que temos de bom e de ruim, o que usaremos como fortaleza e o que precisamos aperfeiçoar. Se conseguirmos ter uma visão ampla do terreno fica menos complicado ainda. Nesse mundo corporativo em que estamos inseridos, estratégia e conhecimento são fundamentais para o alcance do sucesso não só das empresas, como para o nosso sucesso pleno. Então que tal pararmos um pouco para fazer um balanço de vez em quando? Rever as metas e os planos de ação? Traçar os rumos dessa nossa vida louca vida? Muitos se forem a fundo na questão aqui apresentada, mergulharão numa profusão de idéias e se depararão com o inimaginável, mas muitos também irão descobrir coisas fantásticas sobre si. Espero que aceitem a sugestão e uma boa lição de casa para todos!

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    café com admMinimizar