Nômades digitais

O mundo está mudando e as definições de trabalho e modelos de sucessos são outras, as novas tecnologias aliadas à ferramenta da internet propiciam executar determinados trabalhos de maneira remota não necessitando estar em um lugar específico para realizar suas tarefas

“Pior que não terminar uma viagem é nunca partir. Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver.”

Começo esse texto citando Amyr Klink (livro Mar Sem Fim) que aponta a importância de viajar, uma das características marcantes dos cidadãos que estão envolvidos no movimento mundial das pessoas que trabalham e viajam ao mesmo tempo, ou seja, os nômades digitais.

O mundo está mudando e as definições de trabalho e modelos de sucessos são outras, as novas tecnologias aliadas à ferramenta da internet propiciam executar determinados trabalhos de maneira remota não necessitando estar em um lugar específico para realizar suas tarefas. Levando em consideração esse raciocínio, você pode trabalhar de qualquer lugar do mundo utilizando a tecnologia.

Já imaginou você poder trabalhar em Londres; semana que vem em Paris na outra semana na Tailândia ou no próprio Brasil aproveitando para conhecer outros estados e em diversos lugares para onde se possa viajar?

Segundo aqueles que estão na crista da onda desse movimento não acordamos de uma hora para outra e decidimos virar nômades digitais, isso é um processo com vários questionamentos sobre a vida atual do indivíduo e seu gosto pelo novo, por viagens e desafios.

Existem alguns tipos de trabalhos que se adaptam naturalmente ao estilo nômade digital, tais como programador, editor de vídeos, fotógrafo, escritor, tradutor, entre outros. Mas segundo os participantes desse movimento se você no momento não dispõe de uma profissão que permite juntar-se a eles, os mesmos aconselham fazer uma análise que permita descobrir o que você faz bem, no que realmente é bom e ir treinando uma maneira de realizar isso remotamente ou então investir em cursos os quais permitirão desenvolver trabalhos com essa peculiaridade.

Quem decide optar por este estilo de vida precisa começar com pequenas mudanças como viver com menos, livrar-se das muitas coisas inúteis que acumulamos ao nosso redor e ver como se sente com essas modificações.

Os nômades digitais em sua grande maioria são minimalistas, como sempre, aparecem expressões que acompanham grandes movimentos e o minimalismo é a palavra que ganha força neste universo.

Minimalismo, neste contexto, significa a redução mínima de coisas (elementos ou recursos) que você não vai usar, isto é, abrir mãos de alguns pertences fazendo assim trocas inteligentes.

O desenvolvimento do empreendedorismo é uma constante bastante forte na vida desses desbravadores das novas formas de realizar o trabalho, certo que, utilizam o empreendedorismo aprimorado em suas vidas pela busca de um equilíbrio entre suas carreiras e viagens.

Sendo assim, é recomendável ligarmos nossas antenas e avivar nosso feeling empreendedor, pois junto com esse movimento está surgindo uma série de oportunidades, nichos de mercado, para empreendermos visto que, essas pessoas precisarão encontrar serviços mais adequados ao seu estilo de vida.

O importante é lembrarmos que a felicidade pode muitas vezes estar no caminho e não no ponto de chegada e ser feliz é uma escolha. O estilo nômade digital te propicia uma liberdade e como todas as escolhas têm-se prós e contras, então se você estiver satisfeito com o teu trabalho viajando nas férias ou finais de semana também está tudo certo o importante é respeitar a individualidade de cada um porque é a diversidade que faz a riqueza desse mundo.

Se gostou desse assunto e quer saber mais; abaixo segue dois links os quais pesquisei para obter uma base e escrever esse texto e se tivermos que mudar não adiemos tanto essa decisão, mas realizemos essas mudanças com o propósito de nos tornarmos pessoas melhores pois em qualquer lugar que desenvolvermos nossas tarefas será ótimo porque nós estivemos lá.

http://nomadesdigitais.com/

http://www.felizcomavida.com/

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento