NOÇÕES de ECONOMIA MONETÁRIA

A MOEDA : ORIGENS, FUNÇÕES E HISTÓRIA  MOEDA : é um instrumento ou objeto que, pelo fato de ser aceito pela população em troca de bens e serviços, passa a ser usado como meio de troca.  DINHEIRO : mercadoria escolhida historicamente para realizar as trocas, essa mercadoria é o ouro.  Na teoria moderna :  Moeda :é um ativo normalmente oferecido ou recebido pela compra ou venda; é aquilo que o Estado recebe como pagamento de imposto.  Dinheiro : é o ativo monetário (criado pelas forças do mercado e/ou pelo poder do Estado) com aceitação geral - legal e social - para desempenhar todas suas funções clássicas.  Todo dinheiro é moeda, mas nem toda moeda é dinheiro  Numa economia monetária, o dinheiro não é neutro  Dinheiro é a forma geral e abstrata da riqueza  Não se sabe com exatidão qual foi e quando surgiu a primeira moeda. Desde a mais remota antigüidade a sua utilidade foi percebida, e surgiram alguns bens que por, terem aceitação geral, passaram a ser usados como moeda. Como, por exemplo, o gado - que tinha a vantagem de poder se multiplicar entre uma troca e outra - o sal na Roma Antiga, bambu na Velha China, dinheiro em fios na Arábia foram utilizados como meios de pagamento, mas os metais preciosos passaram a sobressair, por diversas razões.  o ouro mostrava ter uma aceitação geral, pois tinha uma farta e permanente procura, uma oferta limitada e, portanto, um preço estável e alto. Não se desgastava. Era facilmente reconhecido, é divisível, e em pequenas quantidades carrega elevado valor.  Moeda Metálica : moeda cunhada em metal precioso que trazia impresso o seu peso. Atualmente, são cunhadas em metal não precioso, trazendo impresso o seu valor.  Papel-Moeda : surgiu com a emissão de recibos dos cunhadores, e assegurava ao seu portador uma certa quantidade de ouro expressa no documento. Atualmente, é a moeda emitida pelos bancos centrais de cada país, e não é lastreada.  Moeda Fiduciária : emitida pelos bancos centrais de cada país, tendo curso obrigatório por lei.  Moeda Escritural : criada pelo sistema bancário, ao emprestar ou aplicar uma quantidade de moeda superior à que era originalmente introduzida no sistema bancário como depósito em um dos bancos componentes do sistema.  Padrão-Ouro : sistema monetário em que o papel-moeda emitido pelas autoridades monetárias têm uma relação com a quantidade de ouro que o país possui guardada. Atualmente não é mais seguido.  Funções da moeda : 1. Meio de Troca; 2. Reserva de Valor; 3. Unidade de Conta; 4. Padrão para Pagamentos Diferidos. DEMANDA E OFERTA de MOEDA  A razão que levam as pessoas a demandarem e reterem moeda é o fato de que a moeda, como meio de troca, é a maneira mais eficaz de um indivíduo adquirir os bens e serviços de que necessita.  Existem três razões fundamentais que levam as pessoas a demandarem e reterem moeda em seu poder : 1. Demanda de moeda para transações; 2. Demanda de moeda por precaução; 3. Demanda de moeda para especulação.  Demanda de moeda para transações, como os recebimentos e pagamentos não são sincronizados, as pessoas precisam reter moeda para pagar suas despesas.  Demanda de moeda por precaução, refere-se àquela parte da renda das pessoas retida para fazer frente a imprevistos.  Demanda de moeda para especulação, ocorre quando aquela parcela da renda das pessoas que poderiam ser aplicada em títulos fica retida, pelo fato de a taxa de juros estar baixa e as pessoas aguardarem sua elevação para comprar títulos.  A demanda por moeda tem um componente influenciado pela taxa de juros - a demanda especulativa - e um componente que não depende de juros - a demanda para transações e por precaução.  Oferta de moeda é a quantidade de moeda que o governo resolve emitir, num determinado período, através das autoridades monetárias.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.