Na era da informação, as empresas padecem por falta dela.

Muitos empresários acreditam que podem atingir o sucesso por intuição, por um lance de sorte ou até mesmo por possuir o melhor produto. O que eles esquecem, é que se precisa de muito mais que sorte para obter sucesso, é necessário competência! É fundamental que as empresas estudem profundamente seus clientes. Isso é relativamente simples, pois, dados são gerados todos os dias na própria empresa pelo processo natural de operação da mesma. Entretanto, possuir os dados apenas não resolve, é preciso realizar um verdadeiro raio X do perfil dos consumidores a partir desses dados. A implementação de processos para coleta e análise de dados pode produzir informações valiosíssimas, que muitas vezes são desperdiçados, por falta de conhecimento ou até mesmo por negligência. Conscientizar empresários e administradores sobre a relevância da obtenção de informações, para aumentar o grau de acerto nas decisões, não é tarefa fácil. Muitos administradores se preocupam apenas com o faturamento, pensam alguns Vender é preciso, a venda é que paga as contas. Organizar dados? Gerar informações? Depois pensamos nisso!, um erro crasso. Eles deixam de planejar, pesquisar, investigar o perfil de consumo de seus clientes, isso ocorre tanto em venda de produto como de serviço. Isso faz com que deixem de direcionar os esforços da organização para o que realmente o consumidor valoriza. Normalmente esses problemas ocorrem por uma questão cultural, as empresas brasileiras herdaram a cultura da gestão familiar e, pecam em questões básicas de administração. Certamente pecam por falta de formação profissional da alta gestão. É preciso olhar a organização, seja ela, pequena, média ou grande, com visão holística, vendo o negócio como um todo, percebendo as necessidades relativas às ações de marketing que podem em alguns casos, salvar a empresa. No Brasil o desperdício de informações é grave. As organizações não conseguem identificar os fatores que levam os clientes a decidir pelo fornecedor A ou B, pelo produto X ou Y, mesmo possuindo os recursos na própria organização. Esse cenário pode ser diferente, se a gestão for orientada pelos princípios do marketing, se esses princípios forem a base da visão e da missão da empresa. As empresas podem ser completamente transformadas com a utilização dos dados que são produzidos em seus ambientes, mas, isso só ocorrerá se for estruturada uma equipe dedicada ao processo de mineração de dados (datamining), para assim obter resultados significativos, que eleve a empresa para outro patamar. Até a próxima.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.