Café com ADM
#

Mulheres no trabalho, secretárias

A mente precisa atuar com grande nível de pensamento estruturado, interligando as atividades, direcionando processos e liderando projetos.

Muitas palestras sobre a relação da vida pessoal e profissional das profissionais de secretariado ministradas por atuantes da área, focam na expansão da mulher no competitivo mercado de trabalho, sempre fazendo relatos de grandes secretárias que tinham a dupla jornada, a diária do secretariado e a jornada de dona do lar.

Porém, vejo que esse acontecimento ocorreu com todas as mulheres que tiveram que alinhar a vida profissional com o cotidiano do lar, nada que seja específico ao secretariado.

A vida pessoal da secretária influi diretamente em suas ações na empresa e isso é muito explícito na profissão secretarial do que é exigido de profissionais de profissões femininas de outras áreas, justamente, porque a secretária atua diretamente com os líderes estratégicos de uma organização.

A profissão secretarial exige, dentre outros, que a atuação seja organizada, otimizada, dentro de métodos evoluídos de organização com foco no objetivo organizacional.

A mente precisa atuar com grande nível de pensamento estruturado, interligando as atividades, direcionando processos e liderando projetos.

A vida pessoal de uma secretária de sucesso deve ser organizada, pois, a influência da desordem pessoal influi diretamente no trabalho. A mente deve estar limpa, clara e objetiva, ruídos mentais são descartados pelas grandes secretárias estratégicas de sucesso.

A mesa da secretária deve ser limpa de maneira que esteja sempre apta para receber uma nova tarefa, muitas vezes, encontro secretárias com a mesa cheia de objetos que atrapalham o espaço, por exemplo, porta canetas enormes cheios de canetas, com trezentos lápis, borrachas velhas e até com produtos infantilizados como adesivos, lápis com borracha de personagens na ponta, os computadores com excesso de post–it, essa postura que, posso dizer até que não é ética, despontencializam a profissional.

Todas nós já atuamos com líderes que possuíam uma vida pessoal conturbada, muitas vezes, até extremamente conturbada, e vimos o quanto isso influenciava no pensamento estruturado com foco no objetivo empresarial. Claro, alguns são péssimos na vida pessoal e bons na profissional, claro, a maioria não é assim.

O equilíbrio de uma vida pessoal positiva costuma influir na vida profissional e as secretárias que possuem constante contato com a chefia precisam, mais do que outras posições de caráter feminino, estarem com qualidade elevada de vida pessoal.

Os líderes com as secretárias de apoio são a “cabeça” de toda a estrutura organizacional, óbvio: “Quando a cabeça não pensa, o corpo padece”.

Com atitudes positivas, seremos humanamente evoluídas e aumentaremos o nosso nível de sobrevivência.

A pessoa evoluída consegue fluir bem em sua vida pessoal, profissional e elas, apresentam a própria evolução por meio dos seus atos e conquistas.

ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.