Mulher Empreendedora: organize e faça uma gestão eficiente da empresa

Você sabia que o número de mulheres empreendedoras vem crescendo consideravelmente tanto no Brasil quanto ao redor do mundo nas últimas décadas?

A rotina da mulher empreendedora envolve diversos desafios: traçar o planejamento tributário, fazer a gestão dos recursos humanos e da folha de pagamento, captar novos clientes, trazer inovações para o negócio, organizar as rotinas contábeis e financeiras, dentre outros (sem falarmos nos desafios de conciliar as tarefas domésticas).

Mas, infelizmente, nem tudo são flores. Quando falamos de negócios, você sabe qual é um dos principais obstáculos encontrados por diversas mulheres empresárias? Ter o controle dos negócios e fazer uma gestão contábil, tributária e trabalhista eficiente!

Não que isso seja exclusividade das mulheres, mas algumas encontram muitas dificuldades para lidar com a área contábil e financeira da própria empresa influenciadas principalmente por questões históricas e culturais. Por exemplo, devido à forte influência do modelo patriarcal que serviu como base para a formação da nossa sociedade. Tal fato faz com que muitas mulheres empreendedoras prefiram deixar tais questões à cargo do pai, de um sócio, do marido ou de um filho. Em muitos casos, isso também ocorre pelo fato das próprias mulheres não se julgarem capazes de executar tal função.

Se você é mulher e ainda está presa a esse tipo de estereótipo ou está com problemas para organizar e gerir as áreas contábil, fiscal, financeira e de folha de pagamento do seu negócio, esperamos ajudar com algumas dicas e informações relevantes:

Seja organizada e profissional com as finanças e o planejamento estratégico

Definitivamente, este é o primeiro passo. Organização e profissionalismo são pré-requisitos para toda empreendedora que pretende realizar uma gestão financeira e empresarial eficiente. Isso passa, inicialmente, pela separação completa das finanças da empresa e das despesas das sócias. Você sabia que essa é uma prática muito comum, principalmente, em micro e pequenas empresas? Não é aconselhável e adequado misturar as contas da pessoa jurídica e da física: a distribuição de lucros deve ser realizada de maneira profissional e dentro das normas legais vigentes.

Gerir o seu negócio com seriedade também envolve não perder recursos para a falta de organização. Mantenha a documentação e relatórios financeiros da sua empresa em dia para evitar perda de tempo.

Para que um negócio evolua é necessária uma análise da sua posição no mercado e estipular metas e prazos para crescer. Com objetivos claros, é possível planejar e direcionar os recursos de maneira que eles sejam atingidos.

Assim, o planejamento estratégico deve trabalhar junto com a gestão financeira para o crescimento do seu negócio.

Não se esqueça do planejamento tributário

O emaranhado de tributos que recaem sobre as empresas brasileiras causa dores de cabeça a qualquer empreendedora e gestora. Em um ambiente em que é possível ser penalizada mesmo quando se busca constantemente estar em dia com as exigências da Receita Federal do Brasil (RFB), fazer um bom planejamento tributário não é uma opção, mas sim uma necessidade.

Em meio a toda a complexidade da legislação fiscal brasileira, é importante ter o apoio de profissionais especializados para tratar as questões tributárias. Eles não só são capazes de evitar problemas legais, como conseguem diminuir, de acordo com os dispositivos legais vigentes, a carga tributária sobre a empresa por meio de análises, estudos e procedimentos envolvendo as questões fiscais: reorganizações societárias, alterações nas operações da empresa e incentivos fiscais.

Faça uma gestão eficiente da folha de pagamento

A gestão de folha de pagamento e sua correta apuração é importante, principalmente, para evitar a geração de passivos trabalhistas e previdenciários ocultos, bem como o surgimento de reclamatórias trabalhistas, evitando adversidades para as sócias e para a empresa.

Podemos dizer que a folha de pagamento se trata de uma relação que demonstra a remuneração e, de certa maneira, o histórico de todos os funcionários dentro da empresa ao trazer em detalhes todos os eventos trabalhistas do período. Nela constam as informações trabalhistas para mensurar a cada ciclo de pagamento os valores bruto e líquido, por exemplo.

Com o desenvolvimento do negócio e, consequentemente, o aumento do quadro de colaboradores, fazer seu gerenciamento se torna uma tarefa mais complexa para a direção da empresa, sendo necessária a adoção de medidas estratégicas para auxiliar no processo: monitoramento das horas trabalhadas; previsão de custos; prazo de entrega dos holerites; política de cargos e salários; utilização de ferramentas tecnológicas; dentre outras.

Entenda a importância da contabilidade para sua empresa

O profissional de contabilidade é muito importante para a resolução de questões burocráticas e exigências do Fisco, mas, também, por ter uma grande relevância no fornecimento de consultoria e informações para as empresárias que são capazes de auxiliar na avaliação e planejamento dos negócios.

Com uma aproximação maior junto a contabilidade da empresa, a gestora adquire uma maior consciência do que está acontecendo em sua companhia, e, como consequência disso, ela realiza uma gestão adequada as demandas do negócio — a curto, médio ou longo prazo.

As informações contidas nas demonstrações contábeis auxiliam a empresária em seu dia a dia. Por exemplo, caso uma empresa tenha a necessidade de realizar um empréstimo ou financiamento, a instituição financeira pode exigir, entre outros relatórios, a demonstração do resultado do mês anterior e o controle patrimonial atualizado.

A realização de análises contábeis frequentes permite que o escritório de contabilidade que presta assessoria à empresa trabalhe não apenas de forma burocrática, mas também consultiva, orientando e aconselhando a mulher empreendedora nas tomadas de decisões, sendo essencial para realizar a análise do passado da organização, o acompanhamento do seu presente e o planejamento futuro.

Vale frisar que problemas financeiros e econômicos fecham as portas de milhares de empresas a cada ano no Brasil, sejam essas geridas por homens ou mulheres – segundo dados do IBGE, de 2013 a 2016 cerca de 350 mil empresas foram fechadas no país, o que representa uma queda de mais de 6% no número total de pessoas jurídicas ativas no país.

Por isso, é essencial trabalhar com os parceiros certos e ter em mãos as soluções mais assertivas para os seus negócios.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    Rodrigo Ferreira

    Rodrigo Ferreira

    Gerente de Atendimento e Marketing da Artdata Contábil, empresa de soluções contábeis, fiscal, societária, trabalhista e previdenciária com 30 anos de expertise construída no atendimento a empresas localizadas em mais de 60 cidades, 11 estados e 17 países. Conte com a gente e fique tranquilo. Inscreva-se na nossa newsletter para receber materiais e conteúdos exclusivos: www.artdatacontabil.com.br/blog
    café com admMinimizar