Motivação dos colaboradores – o sucesso das organizações

A motivação é criada a partir de uma interação entre o individuo e a situação que o mesmo está envolvido, ou seja, o nível de motivação varia de pessoa para pessoa e dentro de um individuo pode variar através do momento em que está se vivendo.

As constantes mudanças nas organizações e a competitividade cada vez mais acirrada entre as empresas fazem com que o capital humano seja cada vez mais valorizado, afinal o colaborador se tornou à peça fundamental para o desenvolvimento organizacional e sua motivação a principal fonte de sucesso ou fracasso das organizações.

A motivação é criada a partir de uma interação entre o individuo e a situação que o mesmo está envolvido, ou seja, o nível de motivação varia de pessoa para pessoa e dentro de um individuo pode variar através do momento em que está se vivendo. As teorias criadas ao longo do tempo nos mostram de forma clara e objetiva como funciona o processo de motivação dentro de um individuo, cada uma foca um aspecto intrínseco, porém ao analisarmos o conjunto das teorias percebemos que uma complementa a outra.

A teoria da hierarquia das necessidades humanas de Maslow nos mostra que as necessidades do ser humano na vida pessoal e profissional em forma de pirâmide e afirma que se o individuo fechar a pirâmide com as cinco etapas alcançara o grau máximo de motivação.

Já a teoria de Herzberg demonstra que o homem apresenta duas categorias que se interagem entre si e influenciam o comportamento humano: os fatores motivacionais (intrínsecos) e os higiênicos (extrínsecos). Quando estes fatores estão de acordo com o que o individuo considera agradável, proporcionam sua satisfação, gerando mutuamente a motivação.

O estudo de Edwim Locke nos expõe que a motivação se gera a partir dos objetivos, quando o individuo fixa seus objetivos e cria uma estratégia para alcançá-los, o mesmo se mantém motivado independente das dificuldades, pois o prazer e satisfação que o resultado final irá lhe proporcionar o guia e motiva constantemente.

Finalmente a teoria das expectativas apresentada por Vroom nos faz concluir que a motivação é um processo que governa as escolhas dos indivíduos e se apresenta a partir de três fatores determinantes: expectância (aquilo que o individuo acredita ser capaz de fazer), instrumentalidade (quando o trabalho executado apresenta a possibilidade de atingir o objetivo esperado) e valência (ligação entre o objetivo a ser atingido e o valor que o mesmo tem para o individuo).

Ao analisar todas as teorias, veremos que todas determinam que a motivação depende somente de si próprio, porém o clima motivacional pode ser influenciado por terceiros, e é exatamente nesse ponto que as organizações devem investir para recrutar e reter seus talentos.

LEMBRE-SE: A SATISFAÇÃO DE SEUS CLIENTES É ESPELHO DA MOTIVAÇÃO DE SEUS COLABORADORES!!!

ExibirMinimizar
aci institute 15 anos compartilhando conhecimento