Café com ADM
#

MEIO AMBIENTE NA ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

Chove torrencialmente nesta terra de calor! Hoje é 24 de agosto, já passou o nosso inverno tropical, mas os últimos dias têm se assemelhado aos meses de nosso inverno de chuvas. A estabilidade climática comporta-se cada vez de forma mais alterada, instável, desregulada. Fruto das ações danosas causadas pelo homem ao seu meio ambiente. E o problema maior é que o homem ainda não percebeu que preservar a natureza não é simplesmente uma atitude poética ou apologética à beleza, à paz, à harmonia, à sabedoria da natureza. Apesar do nosso planeta de fato apresentar estas dádivas, nossa dependência à nível de sobrevivência suplanta estas questões. O homem ainda não percebeu que vem destruindo suas próprias garantias de sobrevivência. Além disso, cada vez compromete mais sua qualidade de vida. Como bem expressou Céu D´Ellia, os indicadores da crise ambiental refletem mais que uma crise ambiental, mas a nossa crise é sim, reflexo de uma crise maior: de valores, relacionamentos, identidade e conhecimento, levando-nos ao consumo inconseqüente, que coloca o planeta em risco. Assim, a preservação do meio ambiente está associada a uma necessidade vital para o ser humano. E está associada não somente a pequenas e grandes mudanças de atitude em relação ao meio ambiente, mas também mudanças de atitude perante a nossa própria vida, nossos valores, nossos semelhantes, nossas futuras gerações. Esta visão aplica-se também ao nosso ambiente de trabalho, local aliás, onde passamos grande parte de nossas vidas. Assim, estendendo a questão dos valores relacionados ao meio ambiente para o ambiente organizacional, percebemos que além de atitudes voltadas à questão da crise ambiental, podemos promover diversas mudanças de atitude que só têm a aprimorar a qualidade de vida das pessoas, seus relacionamentos, seu bem-estar, sua harmonização, mas produzindo também uma maior produtividade e cumprindo com a responsabilidade social de toda empresa. De quebra, economia e um marketing positivo, podem ser obtidos para as empresas que adotam medidas ambientalmente saudáveis. A inserção de medidas relacionadas à questão ambiental nas empresas, sejam públicas ou privadas, envolvem o uso racional dos recursos naturais e bens da empresa (racionalização do uso de água, luz, papel, etc), reciclagem de lixo, práticas sustentáveis, ética, cidadania, e auto-estima dos funcionários, revertendo-se numa maior conscientização humanitária, qualidade de vida no trabalho e na diminuição dos impactos ambientais. Em alguns tipos de empresas e em todas as indústrias, cabe mesmo a implementação de um programa completo de Gestão Ambiental, e já existe até mesmo uma ISO 14.000, para esta ação. Em alguns destes casos, a Gestão Ambiental chega a ser uma necessidade essencial, e em muitos aspectos, obrigatória, do ponto de vista legal. Assim, é indiscutível a necessidade das empresas despertarem para a questão do meio ambiente, não só pela defesa de seus próprios interesses econômicos, mas principalmente pela questão da ética, da cidadania e da responsabilidade social.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.