Café com ADM
#

Marketing Não É

Regra é sofrimento, Objetivo é crescimento. Já presenciei muitos empresários, estudantes, professores, escritores e simpatizantes do mundo dos negócios se equivocarem quanto ao conceito e objetivos do marketing. Perdem eles, a sociedade e a ciência. É desnecessário que todos saibam tudo sobre marketing, no entanto entender o que é e para que serve pode ser útil em algum momento. Existem inúmeros conceitos de diferentes atores, o que será exposto aqui visa aglutinar todos. Vale ressaltar que Administração é uma ciência humana, logo não é exata e nem finita, tudo está em constante evolução, inclusive o conceito que lhes apresentarei. Num certo dia fui apresentar a idéia de um Plano de Marketing da empresa X, onde conversavam comigo duas pessoas. Uma delas foi logo dizendo que não funcionava, que propaganda naquele contexto seria só jogar dinheiro fora. MARKETING NÃO É PROPAGANDA. Propaganda é apenas uma das inúmeras ferramentas que dispõe o marketing, a qual é usada para se comunicar com o cliente que é apenas uma das categorias de pessoas que são abordadas e beneficiadas pelo marketing, claro que é a mais importante, mas não é a única. Ferramenta que por sua vez dispõe de inúmeras ferramentas e conceitos, ganhando assim o status de Parte ou Área do marketing. Entende-se por ferramenta, aqui, um meio usado para o fim. Outro dia, em outro lugar, alguém estudava a modificação na estrutura organizacional da empresa em que trabalhava, eu estava próximo sapiando quando escutei departamento de vendas, alguém retrucou não de marketing, ele completou tanto faz, o outro retrucou novamente marketing é mais bonito, ta na moda. MARKETING NÁO É VENDAS. Vendas é uma outra parte do marketing, assim como propaganda, usada no relacionamento da organização com o cliente, mais especificamente no momento das trocas de necessidades, também dispõe de inúmeras ferramentas, técnicas e conceitos. E não é o único meio de se relacionar com o cliente. MARKETING NÃO É SÓ CLIENTES. Marketing existe para fazer o bem para as pessoas através de produtos, serviços e soluções (conceitos, informações, idéias). Acontece que tanto as pessoas como o que irá lhes fazer bem sofre influências da sociedade, dos fornecedores, concorrentes, instituições e governo. E assim cliente não é a única categoria de pessoas abordada pelo marketing. MARKETING NÁO É CONSEGUIR E MANTER CLIENTES. Estes fatos são apenas conseqüências do trabalho feito pelo pessoal de marketing. Também não é vender que também é a mesma conseqüência. Marketing é a ciência e a arte da relação entre uma organização e seu mercado. Entende-se por organização uma combinação de coisas e pessoas, legalizada ou não. Uma empresa, ong, instituição pública, igrejas, uma equipe, uma família, uma pessoa mais seus apetrechos. Todos se tornam organização quando têm por propósito servir pessoas através de produtos, serviços e soluções, se relacionando com elas e ganhando algo em troca em um contínuo. Mercado é a composição de elementos que ajudarão a servir ou serão servidos pela organização. Incluem-se neste grupo fornecedores, concorrentes, clientes, sociedade, governo e outros. Relação é tudo que acontece ou acontecerá entre a organização e seu mercado. Trocas, diálogos, observações, análises de um pelo outro, estímulos enviados de uma para o outro, satisfação, insatisfação, conflitos e exigências, só para citar alguns fatos. O primeiro passo para entender marketing é ter a consciência de que se trata de algo sistêmico, complexo e abrangente. É a área da administração mais estratégica. Pertence ao marketing a ferramenta análise de mercado que irá determinar a necessidade ou não da existência de uma determinada organização. Se houver falha na análise de mercado de nada adianta uma boa administração de custos ou de recursos humanos.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.