Magazine Luíza - Case de inovação com Social Commerce

A Magazine Luíza está apostando no social commerce para ampliar a sua clientela. Até o momento havia pouca interação social nos e-commerces, que apenas ofereciam a possibilidade de fazer comentários, indicar ofertas para amigos, e outras ações, visando criar espaço para a participação do consumidor.

Seja um consultor Magazine Luíza, Maria, Alessandra, João...

Seguindo um modelo parceido com os sistemas de venda pessoal de empresas como Avon e Jequiti, onde um cliente pode tornar-se um consultor de venda, a Magazine Luíza disponibilizará essa opção através de redes sociais como Facebook e até o Orkut. Os consultores receberão o nome de "distribuidor" e poderão ter a sua própria página de e-commerce, sendo recompensados com uma comissão de venda entre 2,5% e 4,5% .

Apesar do Facebook estar mais preparado para esse tipo de ação, o Orkut é um canal importante, pois ainda concentra muitas pessoas das classes C e D, público da loja. A previsão é de que haja 1 milhão de novos consumidores, segundo reportagem da revista Exame de 22/08/2011.

Obviamente que a Magazine Luíza está apostando em dados que demonstram que 85% dos acessos à internet tem como destino as redes sociais e que 70% das decisões de compras são tomandas levando em consideração a opinião de amigos e familiares, mas o mais interessante de tudo isso é a criação de um modelo C2C (venda de consumidor para consumidor) que aproveite esse comportamento, com um potencial de vendas enorme, pois raramente se vê um modelo C2C, muito menos com tanta criatividade.

Resta saber se vai dar certo. O que você acha? Deixe a sua opinião.

André de Albuquerque é administrador e autor do blog "Sobre Administração".

Leia o artigo original sobre a Magazine Luíza no meu blog.

ExibirMinimizar
Digital