LinkedIn - Onde no que você trabalha é mais importante

Você tem uma conta no LinkedIn? Se você não tem, a dica que eu tenho é muito simples: faça!

Você tem uma conta no LinkedIn? Se você não tem, a dica que eu tenho é muito simples: faça! A medida que você conhecer melhor sobre esta rede social sua vontade de estar lá aumentará cada vez mais. Agora, se você já tem sua conta, esteja atento para mantê-la atualizada.

Para começar, o LinkedIn é uma rede social voltada especificamente voltada para negócios, onde o seu perfil se torna um currículo dinâmico, com suas competências, graduações, experiências e tudo o que você julgar conveniente para sua rede de relacionamento profissional. Uma opção interessante para alimentar seu perfil é publicar seus artigos autorais nele, porque este tipo de publicação traz sua opinião e conhecimento à tona.

Por ser uma rede voltada para negócios, o LinkedIn tem a opção de publicação de vagas de trabalho, o que é uma grande oportunidade, tanto para quem esta em busca de um novo emprego quanto para as empresas que têm vagas para anunciar.

Diferentemente das outras redes que discutimos até aqui, no LinkedIn você não precisa de ficar sempre online, na verdade, basta acessar semanalmente para ficar antenado nas tendências do seu mercado, novas publicações de suas ‘conexões’ (que é equivalente a amigos em outras redes sociais) e ainda saber quem visitou seu perfil! O que é um outro diferencial, afinal, não são todas as redes sociais que te informam sobre essas visitas e, principalmente, sobre quem as fez. A interação com estas pessoas é um fato interessante no LinkedIn, porque lá você tem a opção de recomendar uma pessoa pelas competências que ela tem.

Quando o seu perfil ganha forma, você começa a perceber que além de ter a recomendação das pessoas que você conhece e convive, começam a surgir outras que você talvez não se lembre quem são, mas que já tiveram contato com o seu trabalho e gostaram. Este tipo de recomendação é um feedback muito motivador, visto que o contato pode ter sido unicamente com o que você produz e já gerou um resultado positivo.

Existe anúncio no LinkedIn? Sim! Se você quer contratar um profissional e escolher um perfil bem detalhado, o LinkedIn pode ser uma boa saída. O custo do anúncio costuma ser mais alto, que no Facebook e isso acontece pelas possiblidades de segmentação, já que o LinkedIn pode segmentar até mesmo pela formação que o candidato possuí.

Mas se você está procurando uma recolocação no mercado, não se engane. Não adianta ter uma conta no LinkedIn com um histórico muito interessante e recheado decompetências se suas outras redes sociais mostram um comportamento totalmente diferente daquilo que você tentou transmitir no LinkedIn. Assim que um profissional de Recursos Humanos saí da sua conta do LinkedIn, imagina para onde ele vai? Isso mesmo, para o seu Facebook.

Por mais que os objetivos das redes sociais sejam diferentes, elas estão sempre interligadas. A facilidade de navegação aumenta conexão, o que nos mostra o quanto é importante sermos transparentes. Antigamente as pessoas viam estas redes como uma possibilidade de ser quem elas queriam ser e não quem realmente eram, este tipo de pensamento não pode existir mais.

Comentários

Participe da comunidade, deixe seu comentário:

Deixe sua opinião!  Clique aqui e faça seu login.
    café com admMinimizar