Café com ADM
#

Língua e poder econômico de uma nação

Até que ponto a quantidade de pessoas fluentes em determinado idioma contribuem efetivamente ou não para torná-lo importante em termos globais?

As estatísticas disponíveis não são extremamente precisas e atualizadas, porém, pelo menos é possível ter-se uma idéia dos principais idiomas falados no planeta conforme relação a seguir (valores em milhões de pessoas):


1 - Mandarin = 885
2 - Espanhol = 332


3 - Inglês = 322

4 - Árabe = 235
5 - Bengali = 189
6 - Hindi = 182
7 - Português = 170
8 - Russo = 170
9 - Japonês = 125
10 - Alemão = 98
11 - Wu = 77
12 - Malaio = 76
13 - Coreano = 75
14 - Francês = 72
21 - Italiano = 59

Como é possível notar, a Língua Portuguesa figura entre os principais idiomas do mundo e o Brasil, em função da grande população, seguramente, é o país com maior representatividade no idioma.

No entanto, muito embora esta destacada posição mundial em termos de número de pessoas que falam o idioma, o fator com maior peso na determinação de sua relevância internacional é a importância econômica dos países em que são falados.

De acordo com este levantamento, por exemplo, existem mais falantes de Português do que Francês e Italiano juntos, quase a dobro dos falantes de Coreano ou Alemão e quase 40% mais do que os usuários de Japonês.

Agora quando se analisa a importância econômica dos principais países dos idiomas citados, todos apresentam indicadores econômicos (PIB absoluto e per capita), sociais e educacionais superiores ao Brasil e até mesmo Portugal.

Não obstante os progressos econômicos atingidos principalmente pelo Brasil ao longo dos últimos anos, que nos posicionaram como a 12ª economia do mundo, a nossa inserção no comércio mundial ainda é extremamente tímida (apenas 1,12%).

Desta forma, para que, no futuro, nosso idioma pudesse assumir uma maior relevância internacional (como o Espanhol, Francês, Italiano e Alemão, por exemplo) seria necessário um enorme crescimento conjunto dos países falantes do idioma e um significativo incremento na participação no comércio mundial.

Um caso a ser atentamente observado, é o idioma Mandarin falado principalmente na China por mais de 800 milhões de pessoas. É claro que a gigantesca população acima de 2 bilhões de pessoas no país é fator decisivo para número de tamanha magnitude, porém, quando analisado sob o prisma de poderio econômico (dado o crescimento médio de 9% a.a.), sinaliza claramente que dentro de poucos anos é bem provável que este idioma venha a assumir posição de destaque equiparável ao Inglês, Espanhol e Francês.

Diante do exposto, fica claro que o que confere relevância internacional a um idioma é muito mais o sucesso econômico das principais nações que o falam do que o número absoluto de habitantes proficientes no mesmo.
ExibirMinimizar
CEO Outllok, A era da liderança resiliente. Confira os Resultados.